Bioética na cultura contemporânea: análise ético-filosófica sobre o conflito potencial da tecnociência

Autores

  • Marli Luiza Vilela Lustosa

DOI:

https://doi.org/10.5007/1677-2954.2008v7n2p179

Palavras-chave:

Bioética, Filosofia, Tecnociência

Resumo

O presente artigo analisa uma problemática específica em relação ao conflito potencial advindo da tecnociência, domínio considerado particularmente relevante para suscitar uma análise ético-filosófica na atualidade. Tem como objetivo contribuir para uma construção de uma reflexão que permita o aprimoramento, por meio do círculo hermêneutico (compreensão, interpretação-nova compreensão), da realidade acima delineada sob a luz de todo o arcabouço bioético vigente. A crítica aos postulados da técnica; feita, sobretudo, por meio de revisão teórica das contribuições trazidas pelos pensadores Martin Heidegger e Hans Jonas e outros, possibilita evidenciar a importância do papel da Bioética na cultura contemporânea, justificando, por fim, a necessidade da elaboração do novo imperativo categórico apresentado por Hans Jonas.

Downloads

Publicado

2010-12-17

Edição

Seção

Artigos