A questão do conflito de deveres no sistema ético Kantiano

Autores

  • Ricardo Bins Di Napoli
  • Lauren de Lacerda Nunes

DOI:

https://doi.org/10.5007/1677-2954.2009v8n2p187

Palavras-chave:

Kant, Conflito de deveres, Filosofia Prática

Resumo

Este artigo busca situar a questão do confl ito de deveres enquanto inserida dentro do sistema ético kantiano,admitindo que essa tenha sido uma questão pouco abordada nas obras kantianas. Inicialmente,discutem-se os conceitos centrais de dever e de máxima, para que se adentre com elementos conceituaissufi cientes na problemática. A abordagem kantiana do confl ito de deveres é explicitada através da exposiçãoda passagem da Metafísica dos Costumes, na qual Kant menciona que uma colisão de deveresseria inconcebível em seu sistema ético. É possível notar que o argumento kantiano na presente passagemé vago e baseia-se quase inteiramente no conceito de “fundamentos de obrigação”, o qual o autor nãoelucida claramente. Além disso, os exemplos utilizados na casuística da mesma obra deixam a questãoda negação do confl ito em aberto, difi cultando a interpretação. Na tentativa de melhorar esse quadro,explora-se qual a correspondência de tal negação feita por Kant na Metafísica dos Costumes, em suasoutras obras éticas: a Fundamentação da Metafísica dos Costumes e a Crítica da Razão Prática. Deposse disso, enumeram-se, da forma mais clara possível, os instrumentos kantianos na “suposta” negaçãodo confl ito moral.

Downloads

Publicado

2009-08-05

Edição

Seção

Artigos