Sobre a análise de enunciados práticos em Ernst Tugendhat

Autores

  • Marcos Fanton PUCRS

DOI:

https://doi.org/10.5007/1677-2954.2012v11n3p227

Palavras-chave:

Filosofia analítica da linguagem, Ernst Tugendhat, Análise, Enunciados práticos

Resumo

Este trabalho tem por objetivo avaliar um aspecto formal da filosofia de Ernst Tugendhat, qual seja, o modo e o resultado de sua análise dos enunciados práticos. Na medida em que a semântica formal tem a pretensão de elaborar uma concepção sistemática de filosofia analítica da linguagem, ela engloba a investigação tanto de sentenças assertóricas quanto de sentenças práticas através de um conceito específico de análise. Além disso, Tugendhat é a favor da tese de que o método analítico-linguístico é o único método correto para se tratar de questões filosóficas. Nesse sentido, tal posição filosófica precisa dar conta do modo de agir prático e moral do ser humano dentro de limites estritamente semânticos, caso contrário passará a desenvolver tal temática de maneira ametódica e indeterminada. Assim, este trabalho surge da suspeita da violação, por parte de Tugendhat, de seus próprios requisitos metodológicos na análise de enunciados práticos, que acaba admitindo, em último caso, pressupostos antropológicos, psicológicos e/ou sociológicos na sua investigação.

Downloads

Publicado

2013-01-22

Edição

Seção

Artigos