Liberdade e religião: reflexões kantianas sobre a não coercitividade, a veracidade e a publicidade na relação entre religião e política

Joel Thiago Klein

Resumo


De acordo com a filosofia kantiana existem três princípios que deveriam regular a forma como a política se relaciona com a religião, quais sejam, o princípio da não coercitividade da crença religiosa; a exigência moral da veracidade nas profissões de crença e a incapacidade de máximas com conteúdo religioso se conformarem com o princípio político-jurídico da publicidade. O objetivo deste artigo é apresentar, explicar e justificar a aplicação desses três princípios com relação à religião e indicar como eles poderiam ajudar a resolver problemas políticos e morais com respeito à intolerância religiosa que continua a assolar a sociedade contemporânea.


Palavras-chave


Religião; Intolerância; Não coercitividade;Veracidade; Publicidade

Texto completo:

PDF/A

Referências


HENRICH, D. Zu Kants Begriff der Philosophie. In: KAULBACH, Friedrich; RITTER, Joachim (Hrgs.). Kritik und Metaphysik (Festschrift für Heinz Heimsoeth), Berlin: de Gruyter, 1966, 40-59.

KANT, I. Gesammelte Schriften. Hrsg.: Bd. 1-22 Preussische Akademie der Wissenschaften, Bd. 23 Deutsche Akademie der Wissenschaften zu Berlin, ab Bd. 24 Akademie der Wissenschaften zu Göttingen. Berlin 1900ff.

_____. Beantwortung der Frage: Was ist Aufklärung? [WA] Trad. Artur Morão. In: A paz perpétua e outros opúsculos. Lisboa: Edições 70, 2004.

_____. Der Streit der Fakultäten. [SF] Trad. Artur Morão. In: A paz perpétua e outros opúsculos. Lisboa: Edições 70, 1993.

_____. Die Metaphysik der Sitten. [MS] Trad. José Lamego. Lisboa: Calouste Gulbenkian, 2005.

_____. Die Religion innerhalb der Grenzen der bloßen Vernunft. [RGV] Trad. Artur Morão. Lisboa: Edições 70, 1992.

_____. Ende aller Dinge. [EaD] Trad. Artur Morão. In: A paz perpétua e outros opúsculos. Lisboa: Edições 70, 1993.

_____. Grundlegung zur Metaphysik der Sitten. [GMS]. Trad. Paulo Quintela. In: Kant II (Coleção os pensadores). São Paulo: Abril Cultural, 1980.

_____. Kritik der reinen Vernunft. [KrV]. Trad. da edição B de Valerio Rohden e Udo Baldur Moosburger. In: Kant I (Coleção os pensadores). São Paulo: Abril Cultural,1980.

_____. Kritik der Urteilskraft. (KU) Trad.Valerio Rohden e António Marques. 2.ed. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2002.

_____. Logik (Jäsche). [Log] Trad. Guido Antônio de Almeida. 2.ed. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro, 1999.

_____. Über den Gemeinspruch: Das mag in der Theorie richtig sein, taugt aber nicht für die Praxis. [TP] Trad. Artur Morão. In: A paz perpétua e outros opúsculos. Lisboa: Edições 70, 2004.

_____. Über das Mißlingen aller philosophischen Versuche in der Theodicee. [MpVT] Bd. 8

_____. Vorlesungen über Moralphilosophie. [V.MoCollings]. Bd. 27.

_____. Was heißt: Sich im Denken Orientiren? [WDO] Trad. Artur Morão. In: A paz perpétua e outros opúsculos. Lisboa: Edições 70, 2004.

_____. Zum ewigen Frieden. [ZeF] Trad. Artur Morão. In: A paz perpétua e outros opúsculos. Lisboa: Edições 70, 2004.




DOI: https://doi.org/10.5007/1677-2954.2015v14n2p222

 

 

 

 

 

ethic@. Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, SC, Brasil, eISSN 1677-2954

Licença Creative Commons
This obra is licensed under a  Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional