Menos informação é melhor do que mais: um puzzle sobre a teoria da titularidade de Nozick

Aluizio Couto

Resumo


Minha intenção neste artigo é mostrar uma tensão na teoria da titularidade nozickiana. A tensão é entre a aplicação do princípio de retificação em condições epistêmicas ideais e as duas primeiras cláusulas da teoria. Para tanto, mostro que a aplicação do princípio nas condições acima descritas acarreta um resultado teoricamente estranho: ele é mais bem aplicado sob relativa ignorância do que em condições ideais, o que provavelmente indica que a teoria de Nozick é exageradamente rígida. A sugestão de fundo é a de que Nozick ignora certos aspectos importantes a respeito do modo como encaramos os efeitos do tempo nas reivindicações de propriedade. Finalizo com a sugestão de que há dois modos de encarar o problema e que ambos implicam custos. O primeiro é manter a teoria tal como foi concebida e arcar com a objeção de que ela é, de certa maneira, implausível. Ou podemos alterar a teoria de modo a enfraquecer seu caráter puramente histórico. E não é claro como isso pode ser feito sem suscitar dificuldades.

.


Palavras-chave


Nozick; Teoria da titularidade; Justiça distributiva; Retificação

Texto completo:

PDF/A

Referências


COHEN, G. A. Self-ownership, Freedom, and Equality. Cambridge: Cambridge University Press, 1995.

EPSTEIN, R. Skepticism and Freedom: A Modern Case for Classical Liberalism. Chicago: Chicago University Press, 2003.

FARRELLY, C. Introduction to Contemporary Political Theory. Londres: Sage Publications, 2003.

KYMLICKA, Will. Contemporary Political Philosophy: An Introduction. Oxford, Oxford University Press, 2002.

LITAN, R. “On Rectification in Nozick’s Minimal State”. Political Theory, v. 5, n. 2, p. 223–246, 1977.

LOCKE, J. Dois Tratados Sobre o Governo. Trad. Julio Fischer. 2. ed. São Paulo: Martins Fontes, 2001.

NOZICK, R. Anarquia, Estado e Utopia. Trad. Vitor Guerreiro. Lisboa: Edições 70, 2009.

SCHMIDTZ, D. “History and Pattern”. In: PAUL, E. F.; MILLER, F. D.; PAUL, J. (Org.). Natural Rights Liberalism from Locke to Nozick. Cambridge: Cambridge University Press, 2005. p. 148–177.

LOCKE, J. Dois Tratados Sobre o Governo. Trad. Julio Fischer. 2. ed. São Paulo: Martins Fontes, 2001.

NOZICK, R. Anarquia, Estado e Utopia. Trad. Vitor Guerreiro. Lisboa: Edições 70, 2009.

SCHMITDZ, D. “History and Pattern”. In: PAUL, E. F.; MILLER, F. D.; PAUL, J. (Org.). Natural Rights Liberalism from Locke to Nozick. Cambridge: Cambridge University Press, 2005. p. 148–177.




DOI: http://dx.doi.org/10.5007/1677-2954.2017v16n2p289

 

 

 

 

 

ethic@. Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, SC, Brasil, eISSN 1677-2954

Licença Creative Commons
This obra is licensed under a  Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional