A virtude da solidariedade na hermenêutica enquanto um jogo de fusão de horizontes

Autores

  • Luiz Rohden UNIVERSIDADE DO VALE DO RIO DOS SINOS PROFESSOR, PESQUISADOR E COORDENADOR DO PPG FILOSOFIA

DOI:

https://doi.org/10.5007/1677-2954.2020v19n1p135

Palavras-chave:

Solidariedade, Hermenêutica, Jogo, Fusão de horizontes, Gadamer

Resumo

O objetivo deste paper é explicitar e fundamentar a virtude da solidariedade subjacente à teoria e à prática da Hermenêutica Filosófica de Hans-Georg Gadamer, a qual é imprescindível para alcançarmos nossa felicidade e criarmos um ethos de responsabilidade mútua. Embora Gadamer não tenha dito ou sustentado essa hipótese, mostrarei sua plausibilidade lógica bem como pertinência teórica e prática. Para tanto, mostrarei as relações íntimas entre Hermenêutica e Solidariedade enquanto jogos de fusão de horizontes regidos pelo pressuposto de que somos seres linguísticos que visamos, desde os primórdios da humanidade, de uma ou de outra forma, instituir um ethos de parceria, de harmonia e de cooperação mútua. Justificarei isso explicitando, inicialmente, significados e sentidos do termo Solidariedade em Gadamer, denominando-o um jogo com regras e finalidades próprias de uma virtude ética enquanto contenção de si e instituição do bem. Aprofundarei, a seguir, elos entre Hermenêutica e Solidariedade a partir dos temas da linguagem e da tradição enquanto exercícios de fusão de horizontes pautados pela instituição do acordo consigo mesmo e com os outros. Ao final, apontarei algumas implicações para nossa realização pessoal e social bem como para proteção da natureza.

 

 

Biografia do Autor

Luiz Rohden, UNIVERSIDADE DO VALE DO RIO DOS SINOS PROFESSOR, PESQUISADOR E COORDENADOR DO PPG FILOSOFIA

Possui graduação em Filosofia pela FAJE em convênio com Universidade Federal de Minas Gerais (1990), mestrado em Filosofia pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (1994) e doutorado em Filosofia pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (2000). Pós-doutorado no Boston College, EUA, com William Richardson, em 2006. Pós-doutorado na Penn State University, EUA, com Dennis Schmidt, em 2015. Atualmente é professor titular da Universidade do Vale do Rio dos Sinos. Coordenador do Programa de Pós-Graduação e do Curso de Graduação em Filosofia. A principal especialidade filosófica gira em torno da tradição hermenêutica. Tem experiência na área de Filosofia, com ênfase em Filosofia da Linguagem Teoria do Conhecimento Etica Hermenêutica, atuando principalmente nos seguintes temas: fenomenologia, linguagem, hermenêutica filosófica, metafísica e filosofia prática.

Referências

GADAMER, Hans-Georg. A Razão na época da ciência. Trad. Angela Dias. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro, 1983.

GADAMER, Hans-Georg. Herança e futuro da Europa. Trad. António Hall. Lisboa: Edições 70, 1989.

GADAMER, Hans-Georg. Griechische Philosophie, III: Plato im Dialog. Tübingen: Mohr, 1991.

GADAMER, Hans-Georg. “La incapacidad para el diálogo.” In Verdad y Metodo II, Hans-Georg Gadamer, trad. Manuel Olasagasti, 203-210 (Salamanca: Ediciones Sígueme, 1992).

GADAMER, Hans-Georg. Verdade e Método I. Trad. Flávio Paulo Meurer. Petrópolis: Ed. Vozes, 1997.

GADAMER, Hans-Georg. O problema da consciência histórica. Ed. Pierre Fruchon, trad. Paulo Cesar Duque Estrada. Rio de Janeiro: Fundação Getúlio Vargas, 1998.

GADAMER, Hans-Georg. “Da palavra ao conceito.” In Hermenêutica Filosófica: nas trilhas de Hans-Georg Gadamer, ed. Custódio Luís Silva de Almeida, Hans-Georg Flickinger, Luiz Rohden, trad. Hans-Georg Flickinger, 13-26. Porto Alegre: Edipucrs, 2000.

GADAMER, Hans-Georg. “Isolamento como sintoma de auto alienação.” In: Elogio da Teoria, Hans-Georg Gadamer. Trad. João Tiago Proença, 97-108. Lisboa: Edições 70, 2001.

GADAMER, Hans-Georg. “Amistad y solidarid.” In Acotaciones hermenéuticas, Hans-Georg Gadamer. Trad. Ana Agud, Rafael de Agapito, 77-87. Madrid: Editorial Trotta, 2002.

GADAMER, Hans-Georg. Verdade e Método II. Trad. Flávio Paulo Meurer. Petrópolis: Ed. Vozes, 2002.

GADAMER, Hans-Georg. “Auto-apresentação de Hans-Georg Gadamer (concluído em 1975).” In Verdade e Método II, Hans-Georg Gadamer. Trad. Flávio Paulo Meurer, 545-580. Petrópolis: Vozes, 2002.

GADAMER, Hans-Georg. “Teoria, Técnica e Prática.” In O caráter oculto da saúde, Hans-Georg Gadamer. Trad. Antônio Luz Costa, 9-39. Petrópolis: Vozes, 2006.

GADAMER, Hans-Georg. “Europa e o Oikoumene.” In Hermenêutica em Retrospectiva. Trad. Marco Antonio Casanova, 69-82. Petrópolis: Vozes, 2007.

GADAMER, Hans-Georg. “Cidadão de dois mundos.” In Hermenêutica em Retrospectiva, Hans-Georg Gadamer, trad. Marco Antonio Casanova, 242-253. Petrópolis: Vozes, 2012.

GADAMER, Hans-Georg. “A ideia da filosofia prática.” In Hermenêutica em Retrospectiva, Hans-Georg Gadamer, trad. Marco Antonio Casanova, 254-263. Petrópolis: Vozes, 2012.

LAWN, Chris and Kean, Niall. “Solidarity.” In The Gadamer Dictionary, ed. Chris Lawn and Niall Keane, 132-135. New York: British Library, 2011.

LAWN, Chris. Compreender Gadamer. Trad. Hélio Magri Filho. Petrópolis: Editora Vozes, 2007.

LOPES, Maria dos Santos Silva. A solidariedade como praxis hermenêutica em Gadamer. Teresina: UFPI, 2015.

ROHDEN, Luiz. Hermenêutica filosófica. São Leopoldo: Editora Unisinos, 2002.

ROHDEN, Luiz. “Ethical Assumptions and Implications of Hermeneutical Practice as Practical Wisdom”. Études Ricoeuriennes / Ricoeur Studies, v.10, p. 5-20, 2019.

SAUTEREAU, Cyndie. Éthique et herméneutique. Une réponse des herméneutiques de Paul Ricoeur et de Hans-Georg Gadamer à l’énigme d’autrui. Québec: Université Laval, Québec, 2013.

RISSER, James. Hermeneutics and the voice of the Other: re-reading Gadamer’s Philosophical Hermeneutics. New York: State University of New York Press, 1997.

Downloads

Publicado

2020-05-20

Edição

Seção

Artigos