A metafísica da morte de Schopenhauer

Jarlee Salviano

Resumo


O texto trata da importância e lugar do discurso sobre a morte na filosofia de Arthur Schopenhauer. Procura mostrar que a morte, como outros temas em sua obra, é encarada a partir de dois pontos de vista: o da Representação (o ponto de vista objetivo ou empírico) e o da Vontade (subjetivo ou idealista), nos quais o filósofo pretende defender a tese da indestrutibilidade de nossa essência. Procura tratar ainda da rejeição schopenhaueriana do suicídio e da aparente consolação que marcaria sua metafísica da morte.


Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/1677-2954.2012v11nesp1p187

 

 

 

 

 

ethic@. Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, SC, Brasil, eISSN 1677-2954

Licença Creative Commons
This obra is licensed under a  Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional