Há dilemas morais?

Pedro Merlussi

Resumo


O problema deste ensaio é o de saber se há dilemas morais. Defendo que é plausível pensar que não. Há, no entanto, diversos argumentos contra essa tese. Na primeira parte deste ensaio, formulo e discuto um dos argumentos mais influentes: o argumento fenomenológico. Depois disso, mostrarei que, caso aceitemos alguns princípios plausíveis, teremos de recusar a existência de dilemas morais. Mas essa conclusão é prima facie implausível: intuitivamente parece haver dilemas morais genuínos. A última etapa deste ensaio é uma tentativa de explicar por que esta intuição é uma ilusão. Argumentarei que nossas intuições atestam que se trata de um caso no qual não sabemos o que fazer (em virtude de nossa limitação cognitiva), mas não que seja um conflito genuíno de obrigações.


Palavras-chave


Dilemas Morais; Conflito de Obrigações;

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/1677-2954.2013v12n2p207

          

 

 

ethic@. Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, SC, Brasil, eISSN 1677-2954

Licença Creative Commons
This work is licensed under a  Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional