Aproximações possíveis: notas sobre as éticas de Álvaro Vieira Pinto e Enrique Dussel

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5007/1677-2954.2020v19n3p762

Palavras-chave:

Ética, Álvaro Vieira Pinto , Enrique Dussel , Pensamento decolonial

Resumo

O objetivo deste artigo é assinalar as possíveis aproximações entre o conceito de Ética do filósofo brasileiro Álvaro Vieira Pinto e o do argentino Enrique Dussel. Discutimos as reflexões sobre ética oferecidas por Álvaro Vieira Pinto nos livros “Consciência e Realidade Nacional” e “Ciência e Existência” e vislumbramos uma complementaridade entre os dois filósofos. A humanização das condições de existência das massas dos países subdesenvolvidos é um aspecto confluente nas reflexões de ambos os filósofos. Nós concluímos destacando a relevância do pensamento de Álvaro Vieira Pinto para os estudos decoloniais e para a decolonização da ética.   

Biografia do Autor

Breno Augusto da Costa, Instituto Federal do Triângulo Mineiro

Bacharel em Psicologia pela Universidade Federal do Triângulo Mineiro (UFTM), Especialista em Educação Especial Inclusiva (Instituto Passo 1) e Mestre em Educação Profissional e Tecnológica (ProfEPT/IFTM).

Adriano Eurípedes Medeiros Martins, Instituto Federal do Triângulo Mineiro, Uberaba, M.G.

Professor do Instituto Federal do Triângulo Mineiro (IFTM). Pós-Doutorado em Filosofia pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU).

Referências

BALLESTRIN, L. América Latina e o Giro Decolonial. Revista Brasileira de Ciência Política, nº11. pp. 89-117, 2013.

BRABANT, G. Chaves da Psicanálise. Rio de Janeiro: Zahar Editores, 1977.

CARVALHO, J. Encontro de Saberes e Descolonização: para uma refundação étnica, racial e epistêmica das universidades brasileiras. Em J. Bernardino-Costa, N. Maldonado-Torres & R. Grosfoguel (orgs.). Decolonialidade e Pensamento Afrodiaspórico. (pp. 79-106). Belo Horizonte: Autêntica, 2018.

CASIMIRO, F. A Nova Direita: aparelhos de ação política e ideológica no Brasil contemporâneo. São Paulo: Expressão Popular, 2018.

CHÃ, A. Agronegócio e Indústria Cultural: estratégias das empresas para a construção da hegemonia. São Paulo: Expressão Popular, 2018.

CÔRTES, N. Esperança e Democracia: as ideias de Álvaro Vieira Pinto. Belo Horizonte: Editora UFMG; Rio de Janeiro: IUPERJ, 2003.

DUSSSEL, E. Para uma Ética da Libertação Latino-Americana. Edições Loyola-UNIMEP, São Paulo, 1982. 5 tomos.

DUSSEL, E. Ética da Libertação: na idade da globalização e da exclusão. Petrópolis: Vozes, 2012.

DUSSEL, E. Transmodernidade e interculturalidade: interpretação a partir da filosofia da libertação. Revista Sociedade e Estado, 31 (1), Janeiro/Abril 2016, pp. 51-73.

DUSSEL, E. Filosofia da Libertação: crítica à ideologia da exclusão. São Paulo: Paulus, 2017.

FANON, F. Os Condenados da Terra. Juiz de Fora: Editora UFJF, 2005.

FAORO, R. Os Donos do Poder. São Paulo: Globo, 2012.

FAVERI, J. Álvaro Vieira Pinto: Contribuições à educação libertadora de Paulo Freire. São Paulo: LiberArs, 2014.

FREIRE, P. Pedagogia da Autonomia. Rio de Janeiro: Paz & Terra, 2017.

FREITAS, L. A Reforma Empresarial da Educação: nova direita, velhas ideias. São Paulo: Expressão Popular, 2018.

KORYBKO, A. Guerras Híbridas: das revoluções coloridas aos golpes. São Paulo: Expressão Popular, 2018.

MALDONADO-TORRES, N. . On the Coloniality of Being. Cultural Studies, 21(2), p. 240 – 270, 2007.

MALDONADO-TORRES, N. Analítica da Colonialidade e da Decolonialidade: Algumas dimensões básicas. Em J. Bernardino-Costa, N. Maldonado-Torres & R. Grosfoguel (orgs.). Decolonialidade e Pensamento Afrodiaspórico. (pp. 27-53). Belo Horizonte: Autêntica, 2018.

MBEMBE, A. Necropolítica. São Paulo: n-1 Edições, 2018.

POMPÉIA, J. Na Presença do Sentido: uma aproximação fenomenológica a questões existenciais básicas. São Paulo: EDUC; ABD, 2014.

RÖD, W. O Caminho da Filosofia. Brasília: Editora da Universidade de Brasília, 2014. 2 vol.

VIEIRA PINTO, A. Consciência e Realidade Nacional: Rio de Janeiro: ISEB, 1960.

VIEIRA PINTO, A. Indicações metodológicas para a definição do subdesenvolvimento. Revista Brasileira de Ciências Sociais, Belo Horizonte, v. 3, n. 2, p. 252-279, ju1. 1963.

VIEIRA PINTO, A. Ciência e Existência. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1969.

VIEIRA PINTO, A. Sete Lições Sobre a Educação de Adultos. São Paulo: Cortez, 1982.

VIEIRA PINTO, A. O Conceito de Tecnologia. Rio de Janeiro: Contraponto, 2005.

VIEIRA PINTO, A. A Sociologia dos Países Subdesenvolvidos. Rio de Janeiro: Contraponto, 2008.

Publicado

2020-12-16