Totalidade e contradição: uma nota sobre a recepção da dialética de Hegel por Adorno

Autores

  • Amaro Fleck UFMG
  • Daniel Pucciarelli UEMG
  • Luiz Philipe de Caux UFRN

DOI:

https://doi.org/10.5007/1677-2954.2021.e82555

Palavras-chave:

Dialética, Contradição, Totalidade, Hegel, Adorno

Resumo

A maior parte do debate sobre as diferenças entre as abordagens dialéticas de Hegel e de Adorno se concentra ou bem na sua estrutura lógica, ou bem nas implicações de uma inversão materialista da versão idealista hegeliana. O presente artigo ensaia um desvio dessa discussão, sugerindo que o escopo da dialética é bastante diferente nos dois autores. Paralelamente à tentativa de pensar as diferenças nas abordagens, caberia distinguir a extensão a que se aplica o estatuto da dialética em cada um dos autores. Em outras palavras, enfatizar que Adorno e Hegel também diferem na compreensão do que se move de modo dialético.

Biografia do Autor

Amaro Fleck, UFMG

Professor de Filosofia da Universidade Federal de Minas Gerais.

Daniel Pucciarelli, UEMG

Professor de Filosofia da Universidade do Estado de Minas Gerais.

Luiz Philipe de Caux , UFRN

Professor de Filosofia da Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

Referências

ADORNO, Theodor W. “Introdução à controvérsia sobre o positivismo na sociologia alemã”. Em: BENJAMIN, Walter; HORKHEIMER, Max; ADORNO, Theodor W. e HABERMAS, Jürgen. Textos escolhidos, p. 215-263. Abril Cultural, 1975.

ADORNO, Theodor W. Minima Moralia. São Paulo: Ática, 1992.

ADORNO, Theodor W. “Progresso”. Em: Lua Nova: Revista de Cultura e Política, n. 27, p. 217-236, 1992b.

ADORNO, Theodor W. Vorlesung über Negative Dialektik. Frankfurt am Main: Suhrkamp, 2003.

ADORNO, Theodor W. Philosophische Elemente einer Theorie der Gesellschaft. Frankfurt am Main: Suhrkamp, 2008.

ADORNO, Theodor W. Introdução à sociologia. São Paulo: UNESP, 2008b.

ADORNO, Theodor W. Dialética negativa. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed., 2009.

ADORNO, Theodor W. Einführung in die Dialektik. Frankfurt am Main: Suhrkamp, 2010.

ADORNO, Theodor W. Três estudos sobre Hegel. São Paulo: UNESP, 2013.

ADORNO, Theodor W. Primeiros escritos filosóficos. São Paulo: UNESP, 2018.

AFSHAR, Yasmin. “Consenso e crise: Adorno e a ideologia da integração no pós-guerra alemão”. Dissonância: Revista de Teoria Crítica, v. 3, n. 2, p. 112-150, 2019.

CATALANI, Felipe. “Estratégia contra a história: sobre os sentidos da reflexão moral em Adorno” Dissonância: Revista de Teoria Crítica, v. 3, n. 2, p. 180-212, 2019.

CAUX, Luiz Philipe. A imanência da crítica: Os sentidos da crítica na tradição frankfurtiana e pós-frankfurtiana. São Paulo: Loyola, 2021.

FLECK, Amaro. PUCCIARELLI, Daniel. Protoparentesco, homologia, isomorfia: transições intercategoriais na teoria crítica de Adorno. ethic@, v. 18, n. 1, 2019.

HEGEL, Georg W. F. Ciência da Lógica. Vozes e Ed. Universitária São Francisco, 2016.

HEGEL, Georg W. F. Fenomenologia do Espírito. Petrópolis: Vozes, 1996.

HEGEL, Georg W. F. Enciclopédia das Ciências Filosóficas em compêndio. I – A Ciência da Lógica. Loyola, 1995.

HEGEL, Georg W. F. Princípios da Filosofia do Direito. Loyola, 2010.

JAMESON, Fredric. O marxismo tardio: Adorno, ou a persistência da dialética. UNESP, Boitempo, 1997.

KANT, Immanuel. Crítica da Razão Pura. Vozes, 2012.

KOSELLECK, Reinhart. Futuro Passado: Contribuição à semântica dos tempos históricos. Rio de Janeiro: Contraponto: PUC-Rio, 2006.

KUGNHARSKI, Gabriel P. “O papel hermenêutico do conceito de totalidade em Theodor W. Adorno”. Em: Cadernos de Filosofia Alemã, vol. 24, n. 1, p. 67-81, 2019.

LOSURDO, Domenico. O marxismo ocidental: Como nasceu, como morreu, como pode renascer. São Paulo: Boitempo, 2018.

MARX, Karl. Grundrisse: Manuscritos econômicos de 1857-1858. Esboços da crítica da economia política. São Paulo: Boitempo; Rio de Janeiro: UFRJ, 2011.

MARX, Karl; ENGELS, Friedrich. A ideologia alemã: Crítica da mais recente filosofia alemã em seus representantes Feuerbach, B. Bauer e Stirner, e do socialismo alemão em seus diferentes profetas. São Paulo: Boitempo, 2007.

PINKARD, Terry. “What Is Negative Dialectics? Adorno’s Reevaluation of Hegel.” p. 459-471. In: GORDON, Peter E.; HAMMER, Espen; e PENSKY, Max (Org.). A Companion to Adorno. Wiley Blackwell, 2020.

PIPPIN, Robert. The persistence of subjectivity: On the Kantian Aftermath. Cambridge, UK: Cambridge University Press, 2005.

ROSE, Gillian. From speculative to dialectical thinking: Hegel and Adorno. In: ROSE, Gillian. Judaism and Modernity: Philosophical essays. p. 53-63. Oxford: Blackwell, 1993.

SAFATLE, Vladimir. Dar corpo ao impossível. O sentido da dialética a partir de Theodor Adorno. Autêntica, 2019.

SOMMER, Marc Nicolas. Das Konzept einer negativen Dialektik: Adorno und Hegel. Tübingen: Mohr Siebeck, 2016.

Downloads

Publicado

2021-10-29

Edição

Seção

Dossiê A teoria crítica de Theodor W. Adorno