Atividades interdisciplinares e multiprofissionais: relatos de experiência com participantes do programa de prevenção para doenças cardiovasculares

Geny Aparecida Cantos, Maria Edinéia Rocha, Joselma Tavares Frutuoso, Albertina Bonetti

Resumo


O artigo apresenta a experiência realizada por uma equipe de saúde interdisciplinar e multiprofissional, tendo como foco um programa de prevenção para doenças cardiovasculares. No período de 2007 a 2009, participaram desta experiência 480 pessoas, portadoras ou não de doenças crônica, sendo que a maioria pertencia à comunidade universitária. Inicialmente, as pessoas tiveram um atendimento com nutricionista e cardiologista. Paralelamente, foram realizadas palestras mensais para o grupo sobre educação em saúde com temas relacionados ao processo de saúde e adoecimento. Ao final, visando unir medicina convencional a outros modelos assistenciais de promoção e prevenção à saúde, a equipe disponibilizou várias práticas corporais para serem somadas no enfrentamento da doença pelos pacientes. como:  biodanza; práticas aquáticas  (watsu, halliwick e biodanza) e  vivências lúdicas do coração. Os participantes também tiveram atendimento psicológico em grupo, educação nutricional com almoços comunitários e visitas ao supermercado. O monitoramento dessas ações envolveu sobretudo questionários estruturados, relatos verbais, exames clínicos e bioquímicos. A análise dos dados foi organizada em categorias temáticas envolvendo aspectos que influenciavam na adesão ao tratamento assistencial.  Os participantes relataram a importância de tomarem consciência de como estavam agindo,sendo  possível  planejar mudanças positivas em suas atitudes cotidianas, o que contribuiu para uma melhor qualidade de vida e bem-estar psicológico dos participantes do programa. Estas formas diferenciadas de tratamentos disponíveis nos diferentes grupos terapêuticos fortaleceram os valores humanistas associados à recuperação física e emocional dessas pessoas, integrando-os melhor com o mundo, com o outro e consigo mesmo. A experiência contribuiu para a construção do conhecimento e o crescimento profissional, valorizando as ações da equipe de saúde e oferecendo aos participantes um modelo assistencial com foco na promoção  à saúde e prevenção de doenças.

Palavras-chave


Doenças cardiovasculares; Doenças crônicas; Promoção à saúde; Prevenção a doenças, Tratamentos alternativos; Modelos assistenciais de saúde

Texto completo:

PDF-A


DOI: https://doi.org/10.5007/1807-0221.2010v7n10p70



Extensio: R. Eletr. de Extensão, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil. ISSN 1807-0221.