Abordando hábitos saudáveis com escolares: relato de experiência

Raul Vinicius Eleutério, Luciara Fabiane Sebold, Bárbara Morh da Silveira, Juliana Simas Justino, Palloma Caroline Guedes Oliveira

Resumo


Trata-se de um relato de experiência vivenciado por bolsistas de extensão do projeto “Desenvolvendo Hábitos Saudáveis junto aos alunos da rede básica de educação”. Objetivo: desenvolver atividades de promoção da saúde com alunos através atividades lúdicas. Método: As atividades foram realizadas com 60 alunos do 5º ano de uma escola da rede básica estadual de Florianópolis. Resultados: através da realização deste projeto os graduandos do Curso de Enfermagem da UFSC puderam vivenciar a criação de vínculos de confiança e fortalecimento na relação entre os profissionais da área da saúde com os estudantes e professores da escola. Conclusão: Permitindo assim, que os acadêmicos estejam aptos a planejar, organizar e atuar em atividades educacionais que favoreçam a promoção de saúde acerca de hábitos saudáveis em escolas. Período: segundo semestre de 2015.


Palavras-chave


Obesidade; Obesidade Infantil; Hábitos Alimentares

Texto completo:

PDF

Referências


ABESO. Associação Brasileira para o Estudo da Obesidade e da Síndrome Metabólica. Diretrizes brasileiras de obesidade 2016 / ABESO - Associação Brasileira para Estudo da Obesidade e da Síndrome Metabólica. – 4.ed. - São Paulo, SP.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde, Política nacional de promoção da saúde./ Ministério da Saúde, Secretária de Atenção à Saúde – Brasília, 2006.

BRASIL. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE. Pesquisa de orçamentos familiares 2008-2009. Brasil, 2010. Disponível em: Acesso em 31 maio 2017.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância à Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Política Nacional de Promoção da Saúde: PNaPS : revisão da Portaria MS/GM nº 687, de 30 de março de 2006 / Ministério da Saúde, Secretaria de Vigilância à Saúde, Secretaria de Atenção à Saúde. – Brasília : Ministério da Saúde, 2014. 32 p

NASCIMENTO, Amanda Moreira; MAGALHÃES, Marcília Concebida; PAES, Maione Silva Louzada. ENFERMEIRO E ESCOLA: UMA PARCERIA NA PREVENÇÃO E CONTROLE DA OBESIDADE INFANTIL. Revista Enfermagem Integrada, Ipatinga, v. 4, n. 1, p.742-754, ago. 2011. Disponível em: < https://www.unilestemg.br/enfermagemintegrada/artigo/v4/10-enfermeiro-e-escola-uma-parceria-na-prevencao-e-controle-da-obesidade-infantil.pdf>. Acesso em: 31 maio 2017.

ORGANIZACIÓN MUNDIAL DE LA SALUD. Estrategia mundial sobre régimen alimentario, actividad física y salud. Disponível em: < http://www.who.int/dietphysicalactivity/childhood_what/es/>. Acesso em: 31 maio 2017.

SALUM, Gabriel de Barros; MONTEIRO, Luciana Alves Silveira. Educação em saúde para adolescentes na escola: um relato de experiência. Rev Min Enferm, Belo Horizonte, v. 19, n. 2, p.252-257, jun. 2015. Disponível em: < http://www.reme.org.br/artigo/detalhes/1019>. Acesso em: 31 maio 2017.

WRIGHT, Kynna et al. Impact of a nurse-directed, coordinated school health program to enhance physical activity behaviors and reduce body mass index among minority children. Int J Nurs Stud, Online, v. 20, n. 5, p.727-737, jun. 2013. Disponível em: < http://www.journalofnursingstudies.com/article/S0020-7489(12)00298-2/fulltext?cc=y=>. Acesso em: 31 maio 2017.




DOI: https://doi.org/10.5007/1807-0221.2018v15n30p132



Extensio: R. Eletr. de Extensão, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil. ISSN 1807-0221.