Estágio curricular supervisionado em uma estratégia de saúde da família: um relato de experiência acadêmico

Autores

  • Alessandra Schmidt Universidade Federal do Pampa
  • Bruna Stamm Universidade Federal do Pampa
  • Juliana Zubiaurre dos Santos Prefeitura Municipal de Uruguaiana
  • Lilian Stumm Prefeitura Municipal de Uruguaiana
  • Maria Eduarda Deitos Vasquez Universidade Federal do Pampa

DOI:

https://doi.org/10.5007/1807-0221.2019v16n32p141

Palavras-chave:

Enfermagem, Estratégia de Saúde da Família, Educação em Saúde

Resumo

O componente Estágio Curricular Supervisionado I (ECS I) da Universidade Federal do Pampa (UNIPAMPA), de caráter obrigatório, é cursado pelo discente do 9º semestre de Graduação em Enfermagem. Este recebe a supervisão técnica de um enfermeiro do serviço de saúde, de um docente orientador e um supervisor de estágio. O estudo tem como objetivo descrever a experiência vivenciada pela acadêmica durante estágio na Estratégia de Saúde da Família (ESF). Trata-se de um relato de experiência, que descreve duas atividades do plano de trabalho na Dimensão Educação em Saúde, durante o componente curricular ECS I, nos meses de março e abril de 2018. As atividades foram: sala de espera sobre o tema colesterol e grupo de gestantes com participação da Residência Multiprofissional em Saúde Coletiva com ênfase no aleitamento materno. A experiência teve grande relevância, proporcionando elaborar e intervir com um plano de trabalho, correlacionar teoria e prática, além de criar vínculo com as equipes da ESF e população.

Biografia do Autor

Alessandra Schmidt, Universidade Federal do Pampa

Acadêmica do 8º semestre de graduação do curso de Bacharelado em Enfermagem pela Universidade Federal do Pampa - UNIPAMPA, Campus Uruguaiana. Tecnóloga em Processos Gerenciais formada pela UNINTER (2009 - 2011). Técnica em Enfermagem formada pela Fundação Educacional Machado de Assis - FEMA (2011 - 2013). Monitora das disciplinas de Anatomia I e II (segundo semestre de 2014). Bolsista do PET Vigilância em Saúde do Trabalhador do Campo (dez 2014 - abril 2015). # Bolsista PDA de iniciação científica - Saúde do Trabalhador (junho 2016 - dez. 2016). Bolsista PDA da Monitoria do Componente curricular - Enfermagem no Cuidado a Saúde da Mulher (abril 2016 - setembro 2016). Voluntária no Grupo de Pesquisa e Estudos em Saúde da Mulher (outubro de 2016 até o momento).

Bruna Stamm, Universidade Federal do Pampa

Enfermeira graduada pela Universidade Federal de Santa Maria, Centro de Ensino Superior Norte do Rio Grande do Sul (UFSM/CESNORS/RS, 2013). Mestra em Enfermagem pelo Programa de Pós-Graduação em Enfermagem da Universidade Federal de Santa Maria (PPGEnf/UFSM/RS, 2015), área de concentração Cuidado, Educação e Trabalho em Enfermagem e Saúde - Bolsista CAPES-DS. Especialista em Gestão de Organização Pública em Saúde pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM, 2014). Atualmente, é Professora Assistente do Curso de Graduação em Enfermagem da Universidade Federal do Pampa (UNIPAMPA/RS). É vice-coordenadora do Curso de Enfermagem da UNIPAMPA. Pesquisadora do Núcleo de Estudos em Família e Cronicidade da UNIPAMPA e integrante do Grupo de Pesquisa Cuidado, Saúde e Enfermagem (UFSM). As áreas de interesse e principais temas de estudo são enfermagem, prática clínica com famílias, oncologia, adoecimento crônico e métodos quantitativos de pesquisa.

Juliana Zubiaurre dos Santos, Prefeitura Municipal de Uruguaiana

Enfermeira de Estratégia Saúde da Família. Especialista em Saúde Pública.

Lilian Stumm, Prefeitura Municipal de Uruguaiana

Enfermeira de Estratégia Saúde da Família. Especialista em Saúde da Família.

Maria Eduarda Deitos Vasquez, Universidade Federal do Pampa

Acadêmica de Enfermagem.

Referências

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretária de Políticas Públicas. Guia Prático do Programa de Saúde da Família. Brasília: MS, 2001. Disponível em: http://dab.saude.gov.br/portaldab/biblioteca.php?conteudo=publicacoes/guia_pratico_saude_familia. Acesso em: 02 de maio de 2018.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção a Saúde. Departamento de Ações Programáticas Estratégicas. Pré-natal e puerpério: atenção qualificada e humanizada: manual técnico. Brasília: Ministério da Saúde, 2006. 162p. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/manual_pre_natal_puerperio_3ed.pdf. Acesso em: 03 de maio 2018.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. Saúde da criança: nutrição infantil: aleitamento materno e alimentação complementar. Brasília; 2009. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/saude_crianca_nutricao_aleitamento_alimentacao.pdf. Acesso em: 06 de maio de 2018.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Assistência à Saúde. Gabinete do Ministro. Política Nacional de Atenção Básica. Portaria nº 2.488 de 21 de outubro de 2011. Brasília: 2011. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/gm/2011/prt2488_21_10_2011.html. Acesso em: 04 de maio de 2018.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. Política Nacional de Atenção Básica. Brasília: MS, 2012. Disponível em: http://189.28.128.100/dab/docs/publicacoes/geral/pnab.pdf . Acesso em: 06 de maio de 2018.

COHEN, A. J. et al. Increasing use of a healthy food incentive: A waiting room intervention among low-income patients. American Journal of Preventive Medicine, v. 52, n. 2, p. 154-162, 2017. Disponível em: https://www.ajpmonline.org/article/S0749-3797(16)30582-7/fulltext. Acesso em: 06 de maio de 2018.

FALCONE, V. M. et al. Atuação multiprofissional e a saúde mental de gestantes. Rev. Saúde Pública [online], vol.39, n.4, pp. 612-618, 2005. Disponível em: https://www.scielosp.org/scielo.php?pid=S0034-89102005000400015&script=sci_arttext&tlng=ptpt. Acesso em: 07 de maio de 2018.

NASCIMENTO, M. S. et al. Oficinas pedagógicas: Construindo estratégias para a ação docente–relato de experiência. Saúde. com, v. 3, n. 1, 2016. Disponível em: http://www.uesb.br/revista/rsc/ojs/index.php/rsc/article/view/65/435. Acesso em: 11 de maio de 2018.

FERREIRA, M. G. C.; GOMES, M. F. P.; FRACOLLI, L. A. Aleitamento Materno: Orientações Recebidas por Gestantes Acompanhadas pela Estratégia Saúde da Família. Revista de Atenção à Saúde (antiga Rev. Bras. Ciên. Saúde), v. 16, n. 55, p. 36-41, 2018. Disponível em: http://seer.uscs.edu.br/index.php/revista_ciencias_saude/article/view/4888. Acesso em: 10 de maio de 2018.

MORAES, L. L. et al. Identificação de risco cardiovascular pela razão triglicerídeo/HDL-colesterol em pacientes com doença renal crônica em hemodiálise. Scientia Medica, v. 27, n. 3, p. 1, 2017. Disponível em: https://dialnet.unirioja.es/servlet/articulo?codigo=6137534. Acesso em: 11 de maio de 2018.

NASCIMENTO, M. S.; NASCIMENTO, M. A. A. Prática da enfermeira no Programa de Saúde da Família: a interface da vigilância da saúde versus as ações programáticas em saúde. Ciênc saúde coletiva, v. 10, n. 2, p. 333-45, 2005. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232005000200011. Acesso em: 14 de maio de 2018.

ROECKER, S.; NUNES, E. F. P. A.; MARCON, S. S. O trabalho educativo do enfermeiro na estratégia saúde da família. Texto & Contexto Enfermagem, v. 22, n. 1, 2013. Disponível em: http://www.redalyc.org/html/714/71425827018/. Acesso em: 12 de maio de 2018.

SALUM, G. B.; MONTEIRO, L. A. S. Educação em saúde para adolescentes na escola: um relato de experiência. Revista Mineira de Enfermagem, v. 19, n. 2, p. 246-257, 2015. Disponível em: http://www.reme.org.br/artigo/detalhes/1019. Acesso em: 05 de maio de 2018.

SILVA, E. F. et al. “Sala de espera”: Cenário e estratégia de educação em saúde. JMPHC| Journal of Management & Primary Health Care, v. 7, n. 1, p. 70-70, 2017. Disponível em: http://www.jmphc.com.br/saude-publica/index.php/jmphc/article/view/396. Acesso em: 08 de maio de 2018.

SPAGNUOLO, R. S. et al. O enfermeiro e a estratégia saúde da família: desafios em coordenar a equipe multiprofissional. Ciênc cuid saúde, v. 11, n. 2, p. 226-34, 2012. Disponível em: https://www.researchgate.net/profile/Regina_Spagnuolo/publication/273974759_O_enfermeiro_e_a_estrategia_saude_da_familia_desafios_em_coordenar_a_equipe_multiprofissional/links/553e2e4b0cf20184050ddbb3.pdf. Acesso em: 09 de maio de 2018.

THUMÉ, E. et al. Ciência & Saúde Coletiva. Ciencia & saude coletiva, v. 21, p. 2807-2814, 2016. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1413-81232016000902807&script=sci_abstract&tlng=pt. Acesso em: 12 de maio de 2018.

VASCONCELOS, M. I. O. et al. Intervenção Educativa em Saúde com Grupo de Gestantes: Estudantes de Enfermagem em Ação Extensionista no Interior do Ceará. Expressa Extensão, v. 21, n. 2, p. 108-118, 2017. Disponível em: https://periodicos.ufpel.edu.br/ojs2/index.php/expressaextensao/article/view/9248. Acesso em: 14 de maio de 2018.

Downloads

Publicado

2019-04-24