Inserção de estudantes de Odontologia no SUS: relato de experiência

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5007/1807-0221.2019v16n34p103

Palavras-chave:

Saúde Pública, Odontologia comunitária, Sistema Único de Saúde

Resumo

As disciplinas do eixo de Saúde Pública, do curso de Odontologia da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), têm como princípio formar indivíduos comprometidos com o Sistema Único de Saúde (SUS). Com a finalidade de capacitá-los a serem futuros transformadores da realidade atual, por meio do conhecimento sobre epidemiologia, planejamento e execução de políticas públicas. O objetivo deste trabalho é relatar a experiência dos alunos no planejamento e execução das atividades realizadas em conjunto com as Unidades Básicas de Saúde (UBSs), do município de Florianópolis. Os estudantes realizaram ações de promoção de saúde bucal e exames clínicos em escolares, além de participarem do planejamento e processo de trabalho das UBSs. A presença dos estudantes na rede pública de saúde contribui para capacitar futuros profissionais da saúde capazes de desenvolver práticas mais efetivas para as necessidades da comunidade e a serem futuros transformadores sociais da realidade do SUS. 

Biografia do Autor

Pedro Vitali Kammer, Universidade Federal de Santa Catarina

Graduando em Odontologia pela Universidade Federal de Santa Catarina.

Victória Hofstaetter, Universidade Federal de Santa Catarina

Graduanda em Odontologia pela Universidade Federal de Santa Catarina.

Evelise de Fátima Ferreira Sorgato, Universidade Federal de Santa Catarina

Graduanda em Odontologia pela Universidade Federal de Santa Catarina.

Mariana Steglich, Universidade Federal de Santa Catarina

Graduanda em Odontologia pela Universidade Federal de Santa Catarina.

Beatriz Sacchetti de Almeida, Universidade Federal de Santa Catarina

Graduanda em Odontologia pela Universidade Federal de Santa Catarina.

Maria Fernanda Silva da Luz, Universidade Federal de Santa Catarina

Graduanda em Odontologia pela Universidade Federal de Santa Catarina.

Juliana Santos de Simas, Prefeitura Municipal de Florianópolis

Graduação em Odontologia pela Universidade Federal de Santa Catarina.

Maynara Schlickmann de Freitas, Universidade Federal de Santa Catarina

Professora Substituta do Departamento de Odontologia da Universidade Federal de Santa Catarina.

Referências

ALMEIDA, F. C. M. et al. Avaliação da inserção do estudante na unidade básica de saúde: visão do usuário. Rev. bras. educ. méd, v. 36, n. 1, supl. 1, p. 33-39, 2012.

ALMEIDA, Gilmara Celli Maia de; FERREIRA, Maria Ângela Fernandes. Saúde bucal no contexto do Programa Saúde da Família: práticas de prevenção orientadas ao indivíduo e ao coletivo. Cad. Saúde Pública, Rio de Janeiro, v. 24, n. 9, p. 2131-2140, Sep. 2008.

BOORSE, C.; VAN DE VEER, D.; REGAN, T. Health care ethics: An introduction. 1987.

BRASIL. Lei Orgânica de Saúde nº. 8.080, de 19 de setembro de 1990: Dispõe sobre as condições para a promoção, proteção e recuperação de saúde, a organização e o funcionamento dos serviços correspondentes e de outras providências. Diário Oficial da União, v. 1, 1990.

BRASIL. CNE Conselho Nacional de Educação. Câmara de Educação Superior. Resolução CNE-CES 3, de 19/02/2002 institui as Diretrizes Curriculares Nacionais do Curso de Graduação em Odontologia. Diário Oficial da União, 2002.

CARVALHO, T. H. L. et al. Estratégias de promoção de saúde para crianças em idade pré-escolar do município de Patos-PB. Revista Odontologia da Unesp, São Paulo, v. 42, n. 6, p. 426-431, 2013.

BRASIL. Constituição (1988). Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília, DF: Senado Federal: Centro Gráfico, 1988.

ELIAS, Paulo Eduardo et al. Atenção Básica em Saúde: comparação entre PSF e UBS por estrato de exclusão social no município de São Paulo. Ciência & Saúde Coletiva, v. 11, p. 633-641, 2006.

EMMI, D. T.; SILVA, D. M. C. d.; BARROSO, R. F. F. Experiência do ensino integrado ao serviço para formação em Saúde: percepção de alunos e egressos de Odontologia. Interface-Comunicação, Saúde, Educação, v. 22, p. 223-236, 2017.

FLORIANÓPOLIS. Lei n. 3291/89, de 01 de nov. de 1989. CRIA E DEFINE ATRIBUIÇÕES AO CONSELHO MUNICIPAL DE SAÚDE, Florianópolis, SC, nov 1989.

FREITAS, S. F. T.; CALVO, M. C. M.; LACERDA, J. T. d. Saúde coletiva e novas diretrizes curriculares em odontologia: uma proposta para graduação. Trab. educ. saúde, v. 10, n. 2, p. 223-234, 2012.

GADELHA, C. A. G. et al. Saúde e territorialização na perspectiva do desenvolvimento. Ciência & Saúde Coletiva, v. 16, p. 3003-3016, 2011.

GONDIM, Grácia Maria de Miranda et al. O território da saúde: a organização do sistema de saúde e a territorialização. Território, ambiente e saúde. Rio de Janeiro: Editora Fiocruz, p. 237-255, 2008.

LALONDE, M. A New Perspective on the Health of Canadians: A Working Document; Nouvelle Perspective De La Sante Des Canadiens. 1974.

LAST, J. M. A dictionary of public health. Oxford University Press, USA, 2007.

ODONTOLÓGICO, A. B. E. Diretrizes da ABENO para a definição do estágio supervisionado nos cursos de Odontologia. Revista da ABENO, v. 2, n. 1, 2002.

ORGANIZATION, W. H. Constituição da Organização Mundial da Saúde (OMS/WHO). 1946.

PALMIER, A. C. et al. Inserção do aluno de Odontologia no SUS: Contribuições do Pró-Saúde. Rev. bras. educ. méd, v. 36, n. 1 Supl 2, p. 152-157, 2012.

SILVESTRE, J. A. C.; MARTINS, P; SILVA, J. R. V. O tratamento restaurador atraumático da cárie dental como estratégia de prevenção e promoção de saúde da família. SANARE, Sobral, v. 9, n. 2, p. 81-85, jul. 2010.

WERNECK, M. A. F. et al. Emprego do Índice de Necessidade de Tratamento Odontológico (INTO) na organização do acesso aos serviços de saúde bucal na UBS Santa Rita de Euxenita, em Sabinópolis-MG. Apresentação de Trabalho: COBRAPO – Congresso Brasileiro de Atenção Primária em Odontologia. 2011.

Downloads

Publicado

2019-12-19