Projeto Oásis Infantil: educação em saúde bucal e medidas preventivas com pré-escolares

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5007/1807-0221.2020v17n36p105

Palavras-chave:

Pré-escolares, Prevenção, Odontologia, Higiene bucal, Cárie dental

Resumo

No contexto das doenças da cavidade oral, a construção de hábitos de higiene bucal, desde a pré-escola, torna-se fundamental para a educação em saúde bucal, visto que é nessa faixa etária que as crianças começam a adquirir relativa autonomia, sendo de suma importância a abordagem sobre o tema com pais ou responsáveis e professores. Desse modo, oficinas educativas foram realizadas em uma escola periférica de Belém, que conta com alunos de três a seis anos. Nessa instituição, foram realizadas atividades de orientação dos responsáveis e discentes, escovação supervisionada nas crianças e atividades de socialização e interação sobre os cuidados da cavidade bucal por meio de tecnologias educativas lúdicas.

Biografia do Autor

Sabrina Ellen Costa Kato, Centro Universitário do Estado do Pará

Acadêmica do curso de Odontologia do Centro Universitário do Estado do Pará.

Williany Alvares da Silva Barros, Centro Universitário do Estado do Pará

Acadêmica do curso de Odontologia do Centro Universitário do Estado do Pará.

Rebeca Antunes de Medeiros, Centro Universitário do Estado do Pará

Acadêmica do curso de Odontologia do Centro Universitário do Estado do Pará.

Nicole Pantoja Santos, Centro Universitário do Estado do Pará

Mestranda no Mestrado Profissional em Clínica Odontológica do Centro Universitário do Estado do Pará.

Aluisio Ferreira Celestino Junior, Centro Universitário do Estado do Pará

Graduação em Odontologia pela Universidade Federal do Pará. Mestrado em Odontologia pela Universidade Federal Fluminense. Doutorado em Biologia na Universidade Federal do Pará. Docente do Centro Universitário do Estado do Pará e da Universidade do Estado do Pará.

Referências

BRASIL - SB BRASIL. Condições de saúde bucal da população brasileira 2010 – resultados principais. Brasília: Ministério da Saúde, 2010.

BUENO, I. C. Letramento Crítico em Língua Portuguesa: o quedizem as práticas de leitura nas salas de aula do ensino médio de uma escola estadual do município de Cariacica. 2020. Dissertação (Mestrado em Estudos Linguísticos) - Universidade Federal do Espírito Santo, Vitória, 2020. Disponível em: http://www.linguistica.ufes.br/pt-br/pos-graduacao/PPGEL/detalhes-da-tese?id=14029 Acesso 01 de Agosto de 2020.

CARVALHO, E.S.; CELESTINO JÚNIOR, A.F.; SOUSA, M.S. Paródias como estratégia de educação em saúde. Editora Alves: Belém, 2018.

DOS SANTOS DIAS, D. M.; GAMA RAIOL, R. W.; DO NASCIMENTO NONATO, D. Saneamento e direito à cidade: ponderações sobre abastecimento de água e esgotamento sanitário na cidade de Belém/PA. Direito da Cidade, v. 9, n. 4, 2017.

FIGUEIREDO, M. C.et al. Descrição do padrão alimentar e da saúde bucal de crianças do sul do Brasil. Revista da Faculdade de Odontologia-UPF, v. 19, n. 3, 2014.

GONÇALVES, N. V.et al. A hanseníase em um distrito administrativo de Belém, estado do Pará, Brasil: relações entre território, socioeconomia e política pública em saúde, 2007-2013. Revista Pan-Amazônica de Saúde, v. 9, n. 2, p. 10-10, 2018.

GUARIENTI, C. A.; BARRETO, V. C.; FIGUEIREDO, M. C. Conhecimento dos pais e responsáveis sobre saúde bucal na primeira infância. Pesquisa Brasileira em Odontopediatria e Clínica Integrada, v. 9, n. 3, p. 321-325, 2009.

HADDAD, J.et al. Implementação de ações educativas para prevenção de doenças bucais em município de baixo IDH. Interfaces-Revista de Extensão da UFMG, v. 6, n. 2, p. 395-416, 2018.

IBGE. INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Censo Demográfico 2000 – Características Gerais da População. Resultados da Amostra. IBGE, 2003.

MIALHE, F. L.; GONÇALO, C. da S.; JUNIOR, M. M. Jogos em odontologia: avaliação dos trabalhos desenvolvidos por escolares do ensino fundamental. Revista Uningá, v. 16, n. 1, 2008.

NUNES, V. H.; PEROSA, G. B. Cárie dentária em crianças de 5 anos: fatores sociodemográficos, lócus de controle e atitudes parentais. Ciência & Saúde Coletiva, v. 22, p. 191-200, 2017.

OJEDA-GARCÉS, J. C.; OVIEDO-GARCÍA, E.; SALAS, L. A. Streptococcus mutans and dental caries/Streptococcus mutans y caries dental. CES odontologia, v. 26, n. 1, p. 44, 2013.

OLIVEIRA, J.C.C. Atividades lúdicas na odontopediatria: uma breve revisão da literatura. RevBras Odontol. 2014; 7(1):103-7.

OLIVEIRA, R. G. de. Sentidos das Doenças Negligenciadas na agenda da Saúde Global: o lugar de populações e territórios. Ciência & Saúde Coletiva, v. 23, p. 2291-2302, 2018.

QR CODE GENERATION. Disponível em: https://br.qr-code-generator.com/. Data de acesso: 18 de Setembro de 2018

REIS, D. M.et al. Educação em saúde como estratégia de promoção de saúde bucal em gestantes. Ciência & Saúde Coletiva, v. 15, p. 269-276, 2010.

RONCALLI, A.G.; CÔRTES, M.I.S.; PERES, K. G. Perfis epidemiológicos de saúde bucal no Brasil e os modelos de vigilância.Cad. Saúde Pública, Rio de Janeiro. 2012, 28 Sup:5868.

SALAZAR, M. Efetividade da aplicação semestral de verniz fluoretado no controle da cárie dentária em pré-escolares: resultados após 12 meses de acompanhamento. 2008.

SALES, A.S.L.; MARTINS, R.; CASSEB, T.F.; CELESTINO JÚNIOR, A.F.; ALEXANDRE, J.A.B. Cuidados de Saúde Bucal na Comunidade Escolar do Núcleo Educacional Fiore. Rev Guará, v.4 n.5 p 17-28, 2016.

SILVA, J. V. da; MACHADO, F. C. de A.; FERREIRA, M. A. F. As desigualdades sociais e a saúde bucal nas capitais brasileiras. Ciência & Saúde Coletiva, v. 20, p. 2539-2548, 2015.

SOARES, F.F.; CHAVES, S.C.L.; CANGUSSU, M.C.T. Desigualdade na utilização de serviços de saúde bucal na atenção básica e fatores associados em dois municípios brasileiros. Rev Panam SaludPublica.v.34, n.6:401–6, 2013

SOUZA, M. E. M.; CARVALHO, É. S.; FERNANDES, A. B. S. P.; et al. A educação em saúde como medida de prevenção e promoção da saúde bucal: Health education as a measureofpreventionandpromotionof oral health. FullDentistry in Science, São José dos Pinhais, v. 6, n. 22, p. 239-248, 2015.

Downloads

Publicado

2020-08-21