Os desafios e o aprendizado do professor coordenador: duas operações, dois desafios diferentes

Fernando Eduardo Kerschbaumer, Claudia Patricia Garcia Pampolini, Alexandre Dullius, Erick Renan Xavier de Oliveira

Resumo


Este artigo tem por objetivo demonstrar como duas operações do Projeto Rondon podem contribuir de modo diferente ao aprendizado do docente, bem como os desafios encontrados para a atuação. A metodologia empregada para demonstração é a descrição ou relato das experiências com a coordenação de equipes nas operações Jenipapo e Bororos realizadas no ano de 2015. Diversas similaridades ocorrem entre as operações citadas, no entanto tanto a administração pública quanto as pessoas que compõem a equipe rondonista apresentam diferenças de expectativa e comportamento, o que leva a concluir que para o professor coordenador também há um grande aprendizado com a experiência na participação de mais de uma Operação do Projeto Rondon.


Palavras-chave


Duas operações; Aprendizado; Professor coordenador

Texto completo:

PDF

Referências


ARENDT, H. Entre o passado e o futuro. 3. ed. São Paulo: Perspectiva, 1992.

BERNARDO, E.S. In: ANPED. Sociedade, Democracia e Educação: Qual Universidade? Um olhar sobre a formação continuada de professores em escolas organizadas no Regime de ensino em ciclo(s). Caxambu, 2004.

DIAS, S. de B. A. Gestão de Cursos de Graduação: desafios, perspectivas e inovações. Estudos, v. 42, n. 1, p. 57-65, 2015.

MOITA, F.M.G.S.; ANDRADE, F.C.B. Ensino-pesquisa-extensão: um exercício de indissociabilidade na pós-graduação. Revista Brasileira de Educação. v. 14, n. 41, p. 269-393, maio-ago., 2009.

SEVERINO, A. J. Formação e atuação de professores: dos seus fundamentos éticos. In: SEVERINO, Francisca (Org.). Ética e formação de professores. São Paulo: Cortez, 2011, p. 130-149.




DOI: https://doi.org/10.5007/1807-0221.2016v13n21p65



Extensio: R. Eletr. de Extensão, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil. ISSN 1807-0221.