Educação em saúde no tratamento hospitalar pela fisioterapia: relato de experiência

Autores

  • Moisés Moraes Antunes Universidade Federal de Santa Catarina
  • Franciele Magnus da Silva Universidade Federal de Santa Catarina
  • Talita Tuon Universidade Federal de Santa Catarina
  • Natascha Janaína Friedrich Eidt Universidade Federal de Santa Catarina
  • Naiele Pessoa de Oliveira Universidade Federal de Santa Catarina
  • Nayara Alves Celinca Moraes Universidade Federal de Santa Catarina
  • Nicole Dalmolin Kochan Universidade Federal de Santa Catarina
  • Renata Andrade Momo Universidade Federal de Santa Catarina
  • Angélica Cristiane Ovando Universidade Federal de Santa Catarina
  • Livia Arcêncio do Amaral Universidade Federal de Santa Catarina https://orcid.org/0000-0001-8531-0005

DOI:

https://doi.org/10.5007/1807-0221.2021.e72894

Palavras-chave:

Fisioterapia, Extensão Comunitária, Educação em Saúde

Resumo

Orientações são essenciais para prevenir complicações durante e após a internação hospitalar. Este trabalho teve como objetivo relatar a experiência da implantação de dois projetos no Sul de Santa Catarina, com o intuito de utilizar a orientação como estratégia de educação, prevenção e tratamento em indivíduos hospitalizados. As atividades foram implantadas na enfermaria do Hospital Regional de Araranguá, no período de março a dezembro de 2019, possibilitando o acompanhamento de 243 pacientes. O acompanhamento foi feito mediante uma triagem, avaliação e intervenção através de orientações que incluíam informação com relação ao cuidado, fornecimento de material impresso e realização de atividades para promoção da movimentação corporal. Espera-se que as ações destes projetos tenham contribuído com a formação acadêmica dos alunos e com a prestação de serviços para a comunidade, incluindo a redução de complicações relacionadas à restrição ao leito durante e após a internação hospitalar.

Biografia do Autor

Moisés Moraes Antunes, Universidade Federal de Santa Catarina

Fisioterapeuta graduado pela Universidade do Extremo Sul Catarinense - UNESC (2007), Especialista em Terapia Intensiva pelo Centro de Estudos em Terapia Intensiva - CEPETI-PR (2009), Mestrando do Programa de Pós-Graduação em Ciências da Reabilitação da Universidade Federal de Santa Catarina (PPGCR-UFSC).

Franciele Magnus da Silva, Universidade Federal de Santa Catarina

Fisioterapeuta graduada pela Universidade do Extremo Sul Catarinense - UNESC (2009), Especialista em Fisioterapia Neurofuncional pelo Hospital Moinhos de Vento (2016), Mestranda do Programa de Pós-graduação em Ciências da Reabilitação da Universidade Federal de Santa Catarina (PPGCR-UFSC).

Talita Tuon, Universidade Federal de Santa Catarina

Fisioterapeuta graduada pela Universidade do Extremo Sul Catarinense (2007). Especialista em Terapia Manual e Postural pela Escola Salgado Filho (2008), Mestre e Doutora pelo Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde (PPGCS) pela Universidade do Extremo Sul Catarinense (UNESC), Professora Visitante no Programa de Pós-Graduação em Ciências da Reabilitação (PPGCR) na Universidade Federal de santa Catarina (UFSC).

Natascha Janaína Friedrich Eidt, Universidade Federal de Santa Catarina

Acadêmica do curso de Fisioterapia na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Bolsista de extensão do projeto “Visitas diagnósticas e programa de orientação a pessoas com deficiência e seus cuidadores do município de Araranguá/SC”.

Naiele Pessoa de Oliveira, Universidade Federal de Santa Catarina

Acadêmica do curso de Graduação em Fisioterapia da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Bolsista no projeto de extensão “Visitas diagnósticas e programa de orientação a pessoas com deficiência e seus cuidadores do município de Araranguá/SC” no ano de 2020.

Nayara Alves Celinca Moraes, Universidade Federal de Santa Catarina

Acadêmica do curso de Graduação em Fisioterapia da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), voluntária no projeto de extensão OrientAÇÃO: orientações para pacientes durante a internação hospitalar, no município de Araranguá – Santa Catarina.

Nicole Dalmolin Kochan, Universidade Federal de Santa Catarina

Acadêmica do curso de Graduação em Fisioterapia da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Voluntária no projeto de extensão “Visitas diagnósticas e programa de orientação a pessoas com deficiência e seus cuidadores do município de Araranguá/SC”.

Renata Andrade Momo, Universidade Federal de Santa Catarina

Acadêmica do curso de Graduação em Fisioterapia da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Bolsista de Iniciação Científica pelo projeto “Visitas diagnósticas e programa de orientação a pessoas com deficiência e seus cuidadores do município de Araranguá/SC”.

Angélica Cristiane Ovando, Universidade Federal de Santa Catarina

Fisioterapeuta, Mestre e Doutora em Ciências do Movimento Humano pela Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC), docente do Curso de graduação em Fisioterapia e do Programa de Pós-Graduação em Ciências da Reabilitação da Universidade Federal de Santa Catarina.

Livia Arcêncio do Amaral, Universidade Federal de Santa Catarina

Fisioterapeuta graduada pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (2006), Mestrado (2012) e Doutorado (2017) em Ciências pela Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto-USP (2012), Especialista em Terapia Intensiva Adulto (ASSOBRAFIR - 2016), Docente da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e Subcoordenadora do Programa de Pós-graduação em Ciências da Reabilitação (PPGCR).

Referências

AQUIM, E.E. et al. Diretrizes Brasileiras de Mobilização Precoce em Unidade de Terapia Intensiva. Revista Brasileira de Terapia Intensiva, v. 31, n. 4, p. 434-443, 2019.

ASMUS-SZEPESI, K.J. et al. Prognosis of hospitalised older people with different levels of functioning: a prospective cohort study. Age and Ageing, v. 42, n. 6, p. 803-809, 2013.

BRAUNWALD, E. et al. Tratado de doenças cardiovasculares [de] Braunwald. 9. ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2013.

CAMARGO, P.F.; ANDRÉ, L.D.; LAMARI, N.M. Orientações em saúde no processo de alta hospitalar em usuários reinternados do Sistema Único de Saúde. Arquivos de Ciências da Saúde, v. 23, n. 3, p. 38-43, 2016.

CARVALHO-PINTO, B.P.B.; FARIA, C.D.C.M. Health, function and disability in stroke patients in the community. Brazilian Journal Of Physical Therapy, [s.l.], v. 20, n. 4, p. 355-366, 2016.

CHAN, E.; SAMSUDIN, S.A.; LIM, Y.J. Older patients’ perception of engagement in functional self-care during hospitalization: a qualitative study : A qualitative study. Geriatric Nursing, [s.l.], p. 1-8, 2019.

COFFITO. Conselho Federal de Fisioterapia e Terapia Ocupacional. Resolução – COFFITO Nº 444 de 26/04/2014. Dispõe sobre as competências do fisioterapeuta. Brasília, 2015. Disponível em: https://www.coffito.gov.br/nsite/?p=320 . Acesso em: 14 abr. 2020.

CORDEIRO A.L.L. Mobilização Precoce. In: Sarmento GJV, editor. ABC da Fisioterapia Respiratória. 2. ed. Barueri: São Paulo, 2015.

COTTA, R.M.M. et al. Pobreza, injustiça, e desigualdade social: repensando a formação de profissionais de saúde. Revista brasileira de educação médica, v. 31, n. 3, p. 278-286, 2007.

DAHLKE, S. et al. Perspectives about Interprofessional Collaboration and Patient-Centred Care. Canadian Journal on Aging/La Revue canadienne du vieillissement, p. 1-13, 2019.

DE NEZ, E.; ESSER, F. A extensão universitária sob foco de estudo: reflexões sobre limites e desafios. Interagir: pensando a extensão, n. 21, p. 01-16, 2016.

DUCA, G.F.D. et al. Hospitalização e fatores associados entre residentes de instituições de longa permanência para idosos. Cadernos de Saúde Pública, v. 26, p. 1403-1410, 2010.

EDSBERG, L.E. et al. Revised National Pressure Ulcer Advisory Panel pressure injury staging system: revised pressure injury staging system. Journal of Wound, Ostomy, and Continence Nursing, v. 43, n. 6, p. 585, 2016.

FEIGIN, V.L. et al. New strategy to reduce the global burden of stroke. Stroke, v. 46, n. 6, p. 1740-1747, 2015.

FERNANDES, M.B. et al. Independência funcional de indivíduos hemiparéticos crônicos e sua relação com a fisioterapia. Fisioterapia em Movimento, v. 25, n. 2, p. 333-341, 2012.

FERREIRA, J. et al. Atuação do fisioterapeuta em enfermaria hospitalar no Brasil. Fisioterapia Brasil, v. 18, n. 6, p. 788-799, 2018.

FRANÇA, E.E.T. et al. Fisioterapia em pacientes críticos adultos: recomendações do Departamento de Fisioterapia da Associação de Medicina Intensiva Brasileira. Revista Brasileira de Terapia Intensiva, v. 24, n. 1, p. 6-22, 2012.

ISHITANI, L.H. et al. Desigualdade social e mortalidade precoce por doenças cardiovasculares no Brasil. Revista de Saúde Pública, v. 40, p. 684-691, 2006.

MATEUS, A. P. et al. Mobilização precoce intra-hospitalar em pacientes após acidente vascular cerebral: revisão sistemática. Arquivos de Ciências da Saúde, v. 24, n. 3, p. 08-13, 2017.

MENDONÇA, M.S. et al. Incapacidade para atividades da vida diária em pacientes idosos à admissão hospitalar e sua relação com evolução desfavorável. Revista de Medicina e Saúde de Brasília, v. 5, n. 1, 2016.

MINISTÉRIO DA SAÚDE, Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Ações Programáticas Estratégicas. Diretrizes de Atenção à Reabilitação da Pessoa com Acidente Vascular Cerebral. Brasília, 2013.

MINISTÉRIO DA SAÚDE. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. Diretrizes para o cuidado das pessoas com doenças crônicas nas redes de atenção à saúde e nas linhas de cuidado prioritárias. Brasília, 2013.

MIRANDA, R. E. de et al. Avaliação do acesso à fisioterapia após a alta hospitalar em indivíduos com acidente vascular cerebral. Clinical and biomedical research. Porto Alegre. Vol. 38, no. 3 (out. 2018), p. 245-252, 2018.

NAKARADA-KORDIC, I. et al. A systematic review of patient and caregiver experiences with a tracheostomy. The Patient-Patient-Centered Outcomes Research, v. 11, n. 2, p. 175-191, 2018.

OPARA, J.A.; JARACZ, K. Quality of life of post–stroke patients and their caregivers. Journal of medicine and life, v. 3, n. 3, p. 216, 2010.

PETRY, H. et al. The acute care experience of older persons with cognitive impairment and their families: A qualitative study. International journal of nursing studies, v. 96, p. 44-52, 2019.

PROVENCHER, V. et al. Supporting at-risk older adults transitioning from hospital to home: who benefits from an evidence-based patient-centered discharge planning intervention? Post-hoc analysis from a randomized trial. BMC geriatrics, v. 20, n. 1, p. 1-10, 2020.

REDEBRASILAVC, Institucional: quem somos. 2008. Disponível em: http://www.redebrasilavc.org.br/institucional/quem-somos/. Acesso em: 15 abr. 2020.

RIBEIRO, A.G.; COTTA, R.M.M.; RIBEIRO, S.M.R. A promoção da saúde e a prevenção integrada dos fatores de risco para doenças cardiovasculares. Ciência & Saúde Coletiva, v. 17, p. 7-17, 2012.

RIBEIRO, K.S.Q.S. A experiência na extensão popular e a formação acadêmica em fisioterapia. Cadernos Cedes, v. 29, n. 79, p. 335-346, 2009.

RIBEIRO, K.S.Q.S. et al. A contribuição da educação popular na formação dos fisioterapeutas. Cadernos de Educação, Saúde e Fisioterapia, v. 1, n. 1, 2014.

SANTOS, F.R.P. Projeto de Extensão Orientações para Alta Hospitalar de Pessoas com Sequela de Acidente Vascular Cerebral/Encefálico (AVC/AVE). 2016. Disponível em: http://sigproj1.mec.gov.br/apoiados.php?projeto_id=214019. Acesso em: 04 abr. 2020.

SANTOS, M.C.; BARROS, L.; CAROLINO, E. Occupational stress and coping resources in physiotherapists: a survey of physiotherapists in three general hospitals. Physiotherapy, v. 96, n. 4, p. 303-310, 2010.

SILVA, R.A.D. et al. Síndrome de Burnout: realidade dos fisioterapeutas intensivistas?.Fisioterapia e Pesquisa, v. 25, n. 4, p. 388-394, 2018.

TORRES, A.S.C. et al. Os efeitos e protocolos da mobilização precoce: uma revisão bibliográfica. Revista Interfaces da Saúde, v. 4, n. 1, p. 15-22, 2017.

WILSON, J.T.L. et al. Improving the assessment of outcomes in stroke: use of a structured interview to assign grades on the modified Rankin Scale. Stroke, v. 33, n. 9, p. 2243-2246, 2002.

WORLD HEALTH ORGANIZATION. Global status report on noncommunicable disease 2014. Geneva, 2014.

Downloads

Publicado

2021-04-28