A palhaçaria aliada à música como recursos terapêuticos para a criança hospitalizada: um relato de experiência

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5007/1807-0221.2021.e74172

Palavras-chave:

Palhaçaria, Música, Hospitalização da Criança

Resumo

O objetivo deste trabalho é relatar os benefícios do uso da palhaçaria aliada à música no cuidado à criança hospitalizada como ferramenta para a promoção da saúde. Estudo de relato de experiência sobre as atividades de extensão, realizadas pelo Programa Enferma-Ria: a palhaçaria como ferramenta na promoção da saúde direcionadas às crianças que vivenciam o processo de hospitalização e seus familiares durante os anos de 2016 a 2019. Ao explorar possibilidades de intervenções aliadas à palhaçaria, considerando as experiências e aptidões pessoais das acadêmicas que interpretavam as palhaças, pode-se perceber na música uma estratégia facilitadora de contato pessoal com a criança e seus familiares. O uso da palhaçaria atrelado à música, como recursos terapêuticos para o cuidado da criança, são efetivos no que diz respeito ao enfrentamento da situação de adoecimento e ressignificação do processo de hospitalização, que para muitos é identificada como uma crise de difícil aceitação.

Biografia do Autor

Crhis Netto de Brum, Universidade Federal da Fronteira Sul

Enfermeira, Mestre e Doutora em Enfermagem. Professora do Curso de Graduação em Enfermagem da Universidade Federal da Fronteira Sul/Campus Chapecó (UFFS/SC). Possuí liderança compartilhada do Grupo de estudo e pesquisa sobre evidências do cuidado à saúde em pediatria e hebiatria (GEPE-CPDH).

Mayara de Oliveira Walter, Universidade Federal da Fronteira Sul

Enfermeira. Colaboradora do Programa Enferma-Ria. Pesquisadora participante do Grupo de Estudo e Pesquisa sobre Evidências no Cuidado à Saúde em Pediatria e Hebiatria (GEPE-CPDH) da Universidade Federal da Fronteira Sul. 

Vitória Pereira Sabino, Universidade Federal da Fronteira Sul

Acadêmica do curso de graduação em Enfermagem na Universidade Federal da Fronteira Sul, Campus Chapecó. Bolsista de Cultura do Edital 561/GR/UFFS/2019. Integrante do Grupo de Estudo e Pesquisa sobre Evidências do Cuidado à Saúde em Pediatria e Hebiatria (GEPE-CPDH).

Eliziane dos Santos, Universidade Federal da Fronteira Sul

Acadêmica do curso de graduação em Enfermagem na Universidade Federal da Fronteira Sul, Campus Chapecó.  Integrante do Grupo de Estudo e Pesquisa sobre Evidências do Cuidado à Saúde em Pediatria e Hebiatria (GEPE-CPDH).

Tauana Zick Costenaro, Universidade Federal da Fronteira Sul

Enfermeira. Colaboradora do Programa Enferma-Ria.

Samuel Spiegelberg Zuge, Universidade Comunitária da Região de Chapecó

Enfermeiro. Doutor em Enfermagem pela Universidade Federal de Santa Maria. Docente da graduação da Área das Ciências da Saúde e colaborador do Programa de Pós-Graduação Stricto sensu em Ciências da Saúde da Universidade Comunitária da Região de Chapecó (UNOCHAPECÓ). 

Referências

ASSIS, Juscelino Moreira de, et al. O palhaço, a psicanálise e o sujeito na contemporaneidade. Reverso, Belo Horizonte, v. 39, n. 73, jun, p. 75-82, 2017. Disponível em: http://pepsic.bvsalud.org/pdf/reverso/v39n73/v39n73a10.pdf. Acesso em: 26 mar. 2021.

BARROS, Jeane Barros de et al. Música no hospital: promoção da saúde na oncologia. Rev. bras. promoç. Saúde, Fortaleza, v. 32, p. 1-8, 2019. DOI: http://dx.doi.org/10.5020/18061230.2019.8920. Acesso em: 21 mai. 2020.

CATAPAN, Soraia de Camargo; OLIVEIRA, Walter Ferreira de; ROTTA, Tatiana Marcela. Palhaçoterapia em ambiente hospitalar: uma revisão de literatura. Ciênc. Saúde Colet., Rio de Janeiro, v. 29, n. 4, p. 3417-3429, 2019. DOI: https://doi.org/10.1590/1413-81232018249.22832017. Acesso em: 21 mai. 2020.

CLARO, Lenita Barreto Lorena; NETTO, Delvo Vasques; VALENTE, Larissa Rodrigues. Percepções de pacientes e profissionais de saúde sobre as visitas musicais do programa de extensão “Boa Noite, Bom Dia HUAP”. Revista Conexao UEPG, Ponta Grossa, v. 13, n. 1, p. 65-83, 2017. DOI: DOI: 10.5212/Rev.Conexao.v.13.i1.0005. Acesso em: 20 mai. 2020.

CONCEIÇÃO, Lígia Santos da. A influência do lúdico no cuidado e tratamento de crianças hospitalizadas. Psicologia. PT, p.1-17, 2016. Disponível em: http://www.psicologia.pt/artigos/textos/A1002.pdf. Acesso em: 20 mai. 2020.

DAL’BOSCO, Eduardo Bassani et al. Humanização hospitalar na pediatria: projeto “enfermeiros da alegria”. Rev. enferm. UFPE on line, Recife, v. 13, n. 4, p. 1173-1178, abr. 2019. DOI: http://dx.doi.org/10.5205/1981-8963.2019.242812. Acesso em: 18 mai. 2020.

PAULA, Geicielle Karine et al. Estratégias lúdicas no cuidado de enfermagem à criança hospitalizada. Rev. enferm. UFPE on line, Recife, v. 13, 2019. DOI: https://doi.org/10.5205/1981-8963.2019.238979. Acesso em: 18 mai. 2020.

PORTUGAL NETA, Eva Rodrigues de Carvalho; AGUIAR, Ricardo Saraiva. A música como auxílio terapêutico de crianças hospitalizadas. Rev. enferm. UFPE on line, Recife, v. 13, 2019. DOI: https://doi.org/10.5205/1981-8963.2019.242812. Acesso em: 18 mai. 2020.

SATO, Mariana et al. Palhaços: uma revisão acerca do uso dessa máscara no ambiente hospitalar. Interface comun. saúde educ., v. 20, n. 56, p. 123-134, 2016. DOI; https://doi.org/10.1590/1807-57622015.0178. Acesso em: 18 mai. 2020.

SILVA, Danielli Oliveira da et al. A importância do lúdico no contexto da hospitalização infantil. Rev. enferm. UFPE on line, Recife, v. 12, n. 12, p. 3484-3491, dez. 2018. DOI: https://doi.org/10.5205/1981-8963-v12i12a234923p3484-3491-2018. Acesso em: 18 mai. 2020.

SILVA, Karla Gualberto; TAETS, Gunnar Glauco de Cunto; BERGOLD, Leila Brito. A utilização da música em uma unidade pediátrica: contribuindo para a humanização hospitalar. Rev enferm UERJ, Rio de Janeiro, v.25, p.e26265, 2017. DOI: http://dx.doi.org/10.12957/reuerj.2017.26265. Acesso: 27 mar. 2021.

SILVA, Guilherme Henrique; PIOVESAN, Juliane Cláudia. Música e alegria: uma prática humanizada para crianças hospitalizadas. Revista Vivências, Erechim, v. 16, n. 30, p. 127-144, jan./jun. 2020. DOI: https://doi.org/10.31512/vivencias.v16i30.146. Acesso em: 28 mar. 2021.

SILVA, Magda Kelanny Costa de Oliveira et al. A utilização do lúdico no cenário da hospitalização pediátrica. Rev. enferm. UFPE on line, Recife, v. 13, 2019. DOI: https://doi.org/10.5205/1981-8963.2019.238585. Acesso em: 18 mai. 2020.

SOUSA, Lyana Carvalho e et al. O brincar no contexto hospitalar na visão dos acompanhantes de crianças internadas. Rev. bras. crescimento desenvolv. hum., São Paulo, v. 25, n. 1, p.41-49, jan. 2015. DOI: https://doi.org/10.7322/jhgd.96766. Acesso em: 18 mai. 2020.

Downloads

Publicado

2021-04-28