A educação ambiental como ferramenta de transformação socioeducativa em escola municipal de Pau dos Ferros/RN

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5007/1807-0221.2021.e76191

Palavras-chave:

Meio Ambiente, Reciclagem, Qualidade Ambiental

Resumo

A Educação Ambiental (EA) tem se tornado uma das ferramentas essenciais para a disseminação de ideias que visem a promoção da qualidade ambiental. Nessa perspectiva, este trabalho tem como principal objetivo apresentar um breve relato de experiência de vivências e ações voltadas para a Educação Ambiental na Escola Municipal São Benedito, em Pau dos Ferros, RN.  A metodologia consistiu em apresentar de forma lúdica, através de uma peça teatral, a importância do manejo adequado dos resíduos sólidos, bem como enfatizar os 5 R’s (Repensar, Reduzir, Recusar, Reutilizar e Reciclar). Ainda, realizou-se um debate sobre as questões ambientais relacionadas à produção de lixo e uma oficina de confecção de brinquedos com enfoque na reutilização de materiais. Constatou-se que os alunos participaram assiduamente das ações propostas, além de compreenderem a importância da reciclagem de resíduos sólidos e da coleta seletiva para o meio ambiente. Assim, ações de Educação Ambiental nesses espaços contribuem de maneira efetiva, promovendo a transformação cultural mediante conceitos socioeducativos, os quais podem refletir em melhorias nas questões ambientais.

Biografia do Autor

Helves Cleverton Guerra Costa, Universidade Federal Rural do Semi-Árido

Possui graduação em Ciência e Tecnologia e em Engenharia Ambiental e Sanitária da Universidade Federal Rural do Semi-Árido (UFERSA). Integrou o projeto de extensão Empreendedorismo Social e negócios de Impacto Social (ESNIS) e o Grupo de Estudos em Saneamento Ambiental no Semiárido (ESAS).

Joel Medeiros Bezerra, Universidade Federal Rural do Semi-Árido

Possui graduação em Engenharia Agrícola & Ambiental pela Universidade Federal Rural do Semi-Árido - UFERSA. Especialista em Licenciamento Ambiental em Petróleo e Gás Onshore pelo Instituto Federal do Rio Grande do Norte - IFRN . Mestre em Engenharia Agrícola pela Universidade Federal Rural de Pernambuco - UFRPE. Doutor em Engenharia Agrícola pela Universidade Federal de Campina Grande - UFCG. Atualmente é Professor Adjunto C da Universidade Federal Rural do Semi Árido, docente do Departamento de Engenharias e Tecnologia. 

Bruna Fernandes Martins, Universidade Federal Rural do Semi-Árido

Possui Graduação em Bacharelado Interdisciplinar em Ciência e Tecnologia UFERSA. Técnica em Meio Ambiente IFCE. Graduanda em Engenharia Ambiental e Sanitária UFERSA. Coordenadora Geral do Núcleo Oeste Potiguar CREA Jr RN. Coordenadora de Meio Ambiente do Diretório Central dos Estudantes DCE Romana Barros UFERSA. Representante Discente do Colegiado do Curso de Engenharia Ambiental e Sanitária, UFERSA campus Pau dos Ferros, RN. Integrante do Programa de Desenvolvimento de Campanha, de Recursos Digitais, e de Capacitação orientados para o Desenvolvimento Urbano Sustentável - traDUS (UFERSA).

Francisco Soares Roque, Universidade Federal do Rio Grande do Norte

Possui graduação em Ciência e Tecnologia (2018) e em Engenharia Ambiental e Sanitária (2020) pela Universidade Federal Rural do Semi-Árido. Atualmente é mestrando no Programa de Pós-Graduação em Engenharia Sanitária e Ambiental pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Integra o Grupo de Estudos em Saneamento Ambiental no Semiárido (ESAS). 

Antonio Batista de Queiroz Júnior, Universidade do Estado do Rio Grande do Norte

Bacharel em Ciência e Tecnologia pela Universidade Federal Rural do Semi-Árido. Bacharel em Engenharia Ambiental e Sanitária pela Universidade Federal Rural do Semi-Árido. Mestrando do Programa de Pós-Graduação em Ciências Naturais da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte.

Talita Tássia da Costa, Universidade do Estado do Rio Grande do Norte

Possui graduação em Ciência e Tecnologia pela Universidade Federal Rural do Semi-Árido e Engenharia Ambiental e Sanitária na Universidade Federal Rural do Semi-Árido. Atualmente é discente no Programa de Pós-Graduação em Ciências Naturais na Universidade do Estado do Rio Grande do Norte, na área de Recursos Naturais e com Linha de pesquisa para Diagnóstico e Conservação Ambiental. 

Referências

BAÍA, M. C. F.; NAKAYAMA, L. A educação ambiental por meio da ludicidade: uma experiência em escolas do entorno do parque estadual do Utinga. Revista Margens Interdisciplinar, v. 7, n. 9, p. 89-112, 2016.

BRASIL. Lei 12.305/2010, de 02 de agosto de 2010. Institui a Política Nacional de Resíduos Sólidos; altera a Lei n° 9.605, de 12 de fevereiro de 1998; e dá outras providências. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-2010/2010/lei/l12305.htm. Acesso em:14 de jul de 2020.

BRASIL. Lei 9.795/1999, de 27 de abril de 1999. Dispõe sobre a educação ambiental, institui a Política Nacional de Educação Ambiental e dá outras providências. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9795.htm. Acesso em:14 de jul de 2020.

CARNEIRO, B. S.; OLIVEIRA, M. A. S.; MOREIRA, R. F. Educação Ambiental na escola pública. Revista Brasileira de Educação Ambiental (RevBEA), v. 11, n. 1, p. 25-36, 2016.

FLORIANO, M. D. P.; MATTA, I. B.; MONTEBLANCO, F. L.; André Luís Baumhardt ZULIANI, A. L. B. Extensão universitária: a percepção de acadêmicos de uma universidade federal do estado do Rio Grande do Sul. Revista em extensão, v. 16, n. 1, p. 9-35, 2017.

FRIEDE, R., REIS, D. S.; AVELAR, K.; MIRANDA, M. G. Coleta seletiva e educação ambiental: reciclar valores e reduzir o lixo. Educação & Formação, v. 4, n. 11, p. 117-141, 2019.

LIMA, C. S.; COSTA, A. J. S. T. A importância da educação ambiental para o sistema de coleta seletiva: um estudo de caso em Curitiba. Revista Geográfica Acadêmica, v. 10, n. 2, p. 129-137, 2016.

MACHADO, T. M. G.; CARVALHO, P. I. N.; BRANDÃO, S, A. S. M.; VILARINHO, M. L. C. M. A roda de conversa como ferramenta de planejamento de ações: relato de experiência. Revista Eletrônica Gestão e Saúde, v. 6 n. 1, p. 751-761, 2015.

MOURA, A. B. F.; LIMA, M. G. S. B. A reinvenção da roda: roda de conversa, um instrumento metodológico possível. Interfaces da Educação, v. 5, n. 15, p. 24-35, 2015.

PEREIRA, D. F.; DA FONSECA, L. R.; FÁVARO, L. C. A educação ambiental em comunidades escolares: um estudo de caso no município de Nepomuceno–Minas Gerais. Educação Ambiental em Ação, v.1, n. 67, p. 1-7, 2019.

REIS, D.; FRIEDE, R.; LOPES, F. H. P. Política nacional de resíduos sólidos (Lei no 12.305/2010) e educação ambiental. Revista Interdisciplinar de Direito, v. 14, n. 1, p. 99-111, jan. 2018.

SANTOS, F. R; SILVA, A. M. A importância da educação ambiental para graduandos da Universidade Estadual de Goiás: Campus Morrinhos. Interações (Campo Grande), Campo Grande, v. 18, n. 2, p. 71-86, 2017.

SANTOS, C. M.; CARMASSI, A. L. Jogo lúdico da coleta seletiva: Uma proposta para trabalhar a educação ambiental com crianças na 5ª série. Iniciação & Formação Docente, v. 4, n. 2, 2018.

SILVA, K. M. F.; SILVA, M. S. F. Gestão e gerenciamento de resíduos eletroeletrônicos da polícia militar de Sergipe. Revista Educação Ambiental em Ação, n. 72, 2020.

SOUSA, M. L. L; FERNANDES, A. C. Educação Ambiental em Pau dos Ferros (RN): em foco a Escola Municipal Professor Severino Bezerra. Revbea, São Paulo, V 10, n. 2: 318-343, 2015.

TEIXEIRA, R. S.; SOUZA, R. O. L. Percepção de alunos de escolas públicas sobre reciclagem: ferramentas de iniciação a educação ambiental. Revista Ibero-Americana de Ciências Ambientais, v. 6, n. 1, p. 54-64, 14 out. 2015.

TIBÚRCIO, N. M. S.; ROSA, A. C. S.; FERREIRA, C. T. V.; NUNES, D. S.; FONSECA, G. F.; ASSIS, R. D. C.; FERREIRA, W. A. S. Resignificando objetos: a importância da confecção de brinquedos com materiais recicláveis no processo educativo infantil. Humanidades & Inovação, v. 6, n. 2, p. 207-223, 2019.

VIEIRA, F. P.; SANTOS, M. A. D. R. Percepções sobre sustentabilidade na educação ambiental. Revista Interdisciplinar da Universidade Federal do Tocantins, v. 5, n. Especial, p. 103-113, 2018.

WILDNER, L. B. A.; RODRIGUES, A. M. S.; AMARAL, E. J.; GONÇALVES, C. K.; TAMIOZZO, S. T. L. Vamos brincar, interagir, vivenciar e confeccionar brinquedos. Revista do Seminário de Educação de Cruz Alta-RS, v. 6, n. 1, p. 85-86, 2019.

Downloads

Publicado

2021-08-26