Competitividade da sojicultura em Moçambique: uma análise baseada na experiência de produtores locais

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5007/2177-5230.2021.e73627

Palavras-chave:

Sojicultura, Cadeia produtiva, Competitividade, Moçambique

Resumo

A sojicultura, em nível global, está entre as atividades econômicas que, nas últimas décadas, apresentaram crescimentos mais expressivos. Por isso, objetivou-se analisar a competitividade da sojicultura moçambicana a partir de técnicas de estatística multivariada, baseando-se na teoria da competitividade sistêmica. A pesquisa utilizou dados primários, obtidos no período de janeiro à março de 2018, em Moçambique. A amostra foi de 120 sojicultores, em que a técnica de amostragem foi não probabilística e a escolha dos produtores foi a partir da técnica “bola de neve”. Teve-se como referência técnicas de estatísticas descritiva e de estatística multivariada (Análise Fatorial Exploratória e Análise de Conglomerados) para compilação e tratamento dos dados. A análise fatorial possibilitou agrupar 20 variáveis em sete fatores, que explicam simultaneamente 81% da variância total da amostra. Esse agrupamento permitiu a interpretabilidade das relações existentes entre elas, ou seja, as suas interdependências e a influência no crescimento e desenvolvimento da sojicultura e impacto na competitividade da cadeia produtiva da soja em Moçambique. Por conseguinte, com a análise de agrupamento foi possível agrupar os sojicultores em quatro clusters: os que estão mais engajados na evolução da sojicultura moçambicana e recebem mais contribuição de políticas públicas e privadas; aqueles com média evolução produtiva e com menos apoio institucional; os que tiveram menos evolução da produtividade e receberam mais apoio e os que não tiveram nenhum apoio. Portanto, foi possível concluir que a ação de políticas públicas e privadas nas regiões em estudo, proporcionaram melhores índices produtivos da sojicultura.

Biografia do Autor

Ricardina António Janeque, Universidade Zambeze

Possui Mestrado em Agronegócios pela Universidade Federal de Santa Maria – Brasil – 2019. Licenciatura em Engenharia Agronómica pela Universidade Zambeze – Moçambique – 2016. É Docente do Departamento de Economia Agrária e Desenvolvimento Rural, da Universidade Zambeze, também leciona disciplina dos cursos do Departamento de Engenharia Agronómica, Florestal e Zootécnica. Exerce função de Docente, em regime parcial, no Instituto Superior de Gestão, Comércio e Finanças – Delegação de Mocuba. É pesquisadora do Núcleo de Pesquisas em Economia do Agronegócio (NPEA/UFSM).

Nilson Luiz Costa, Universidade Federal de Santa Maria

Graduou-se em Ciências Econômicas na Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul (2001); possui especialização em Administração-Comércio Exterior pela Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões/URI (2005); mestrado em Planejamento do Desenvolvimento pelo Núcleo de Altos Estudos Amazônicos da Universidade Federal do Pará (2008) e Doutorado em Ciências Agrárias - linha de pesquisa socioeconomia e desenvolvimento rural - pela Universidade Federal Rural da Amazônia e Embrapa Amazônia Oriental (2012). É docente do Programa de Pós-Graduação em Agronegócios (PPGAGR/UFSM) e do curso de graduação em Ciências Econômicas da Universidade Federal de Santa Maria, Campus de Palmeira das Missões. Também coordena e atua como pesquisador junto ao Núcleo de Pesquisas em Economia do Agronegócio (NPEA/UFSM), atuando nas áreas de competitividade, mercado, desenvolvimento regional e cadeias produtivas do Agronegócio. http://lattes.cnpq.br/4436596248591572;

Referências

CAP – CENSO AGRO-PECUÁRIO 2009 – 2010: RESULTADOS DEFINITIVOS – MOÇAMBIQUE. Ficha Técnica. Editor: Instituto Nacional de Estatística – Moçambique. 2011.

CORRAR, Luiz J.; PAULO, Edilson; DIAS FILHO, José Maria. Análise multivariada: para os cursos de administração, ciências contábeis e economia. Atlas, São Paulo, 2017.

COSTA, N. L.; SANTANA, A. C.; BASTOS, A. P. V.; BRUM, A. L. Desenvolvimento tecnológico, produtividade do trabalho e expansão da cadeia produtiva da soja na Amazônia Legal. In: SANTANA, A. C. (Org.). Mercado, cadeias produtivas e desenvolvimento rural na Amazônia. 1ed.Belém/PA: UFRA, 2014, v. 1, p. 81 -112.

Costa, N., Costa, V., Mattos, C. A., Teixeira, O., Flores, A., & Oliveira, G. (2017). Capital Humano e Desenvolvimento Econômico no Rio Grande do Sul: Uma Abordagem Multivariada. Desenvolvimento em Questão, 15(38), 380-402. https://doi.org/10.21527/2237-6453.2017.38.380-402

EMPRESA BRASILEIRA DE PESQUISA AGROPECUÁRIA – EMBRAPA. O agronegócio da soja nos contextos mundial e brasileiro. 2014.

ESSER, K. et al. Competitividad sistémica: nuevo desafio a las empresas y a la política. Revista da CEPAL, Santiago, n. 59, 1996.

FÁVERO, L. P. et al. Análise de dados: modelagem multivariada para tomada de decisões. São Paulo: Campus, 2009.

GIL, A. C. 2002. Como elaborar projetos de pesquisa. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2002.

HAIR JR., J. F. et al. Análise multivariada de dados. Porto Alegre: Bookman, 2009.

JOHNSON, R. A.; WICHERN, D. W. Applied multivariate statistical analysis. New York: Prentica-Hall, 1992.

MINGOTI, S. A. Análise de dados através de métodos de estatística multivariada, uma abordagem aplicada. 1ª Belo Horizonte, Editora UFMG, 2007.

PEREIRA, L.; YAN, I. 2012. Cadeia de Valor soja, Boletim Informativo soja, Ed. Nº 9. 2012.

RITA, Santa L. P.; JÚNIOR, Fereira R.R. Agências de Fomento: Um Mecanismo Indutor de Arranjos Produtivos Locais para o Desenvolvimento Regional do Estado de Alagoas. Anais do XI Seminario Latino-Iberoamericano de Gestión Tecnológica – ALTEC. Salvador, 2005

SANTANA, A. C. A competitividade sistêmica das empresas de madeira da Região Norte. FCAP, Belém, 2002.

SMART, T; HANLON, J. Chickens and beer: A recipe for agricultural growth in Mozambique. United Kingdom: The Open University. 2014.

SUDENE. Bases para a recriação da SUDENE por uma política de desenvolvimento sustentável para o Nordeste. Pernambuco: SUDENE, 2003.

TECHNOSERVE BUSINESS SOLUTION TO POVERTY. Southern Africa regional soybean roadmap. Washington, DC: TechnoServe, Feb. 2011. 57 p.

WALKER, T.; CUNGUARA, B. Avaliação da Situação da P&D da Soja e o Programa “Feed the Future”, da USAID, em Moçambique em 2016. Relatório de Pesquisa 81P, Ministério da Agricultura e Segurança Alimentar, Direcção de Planificação e Cooperação Internacional: Maputo. 2016.

Downloads

Publicado

2021-09-03

Edição

Seção

Artigos