Cianobactérias das lagoas de tratamento de esgoto no semi-árido nordestino (Ceará, Brasil)

Cyanobacteria in sewage treatment ponds in semi-arid northeast (Ceará, Brazil)

Eveline Pinheiro de Aquino, Sírleis Rodrigues Lacerda, Antônia Ionara Gonçalves de Freitas

Resumo


As lagoas de estabilização correspondem a um ambiente eutrófico, caracterizado pelo crescimento excessivo do fitoplâncton, onde o grupo comumente encontrado são as cianobactérias, e assim, constituem o principal enfoque desta pesquisa. A cianobactéria Planktothrix sp. é destaque em florações no Brasil, devido a sua ampla distribuição, capacidade de produzir toxinas que podem afetar outros organismos. As amostras foram coletadas mensalmente, na saída das lagoas facultativas e de maturação da Estação de Tratamento de Esgoto, do Município de Juazeiro do Norte (7°13'08"S e 39°19'12"W), Nordeste do Brasil, abrangendo dois anos, durante quatro meses de cada estação: de agosto a novembro dos anos de 2005 e 2007 (estação seca) e de fevereiro a maio dos anos de 2006 e 2008 (estação chuvosa). Estas amostras foram divididas em duas subamostras para análise in vivo e fixadas em formol a 4% para análises posteriores. A cianobactéria P. isothrix foi a espécie em destaque, considerada dominante nos períodos seco e chuvoso. Diante disto, foram registrados índices de diversidade específica baixos e uma distribuição não uniforme da comunidade fitoplanctônica. Baseando-se na composição das espécies com históricos na produção de metabólitos nocivos ao homem e ao meio ambiente, deve-se levar em consideração o impacto ambiental, pois o lançamento de grandes biomassas destes organismos nos corpos d’água promove o aumento tanto da eutrofização quanto do potencial tóxico da água.


Palavras-chave


Planktothrix isothrix; cianobactérias planctônicas; eutrofização; lagoas de estabilização

Texto completo:

PDF


Insula - Universidade Federal de Santa Catarina - Departamento de Botânica - Centro de Ciências Biológicas - Campos Universitário - Trindade - CEP 88040-900 - Florianópolis - SC – Brasil.

ISSN print 0101-9554
ISSNe 2178-4574