Diatomáceas no Rio Tavares, Manguezal do Rio Tavares, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil. I. Ordem Centrales (excluídas as Rhizosoleniaceae e Chaetoceraceae)

Gil Felício-Fernandes, Roseli Maria de Souza-Mosimann, Hermes Moreira Filho

Resumo


São apresentados os resultados do levantamento da diatomoflórula presente no curso do Rio Tavares que atravessa o Manguezal do Rio Tavares desaguando em um estuário na Baía Sul, Ilha de Santa Catarina, Estado de Santa Catarina, Brasil. A análise de 27 mostras originadas de 9 coletas permitiu a identificação de 41 táxons da ordem Centrales distribuídos por 9 famílias e 20 gêneros. Dois táxons são citados pela primeira vez para o Estado de Santa Catarina: Auliscus sculptus (W.M.Smith) Ralfs e Coscinodiscus apiculatus Ehrenberg. Este trabalho, é comparado com outros realizados em manguezais na Ilha de Santa Catarina verificando-se os táxons comuns a todos os manguezais estudados e aqueles citados pela primeira vez neste ambiente. Para cada táxon identificado foram providenciadas descrição, citação da obra de descrição original, basônimo, referências bibliográficas para a identificação, limites de medidas, citações para o Estado de Santa Catarina, e comentários. Foi elaborada chave analítica artificial para identificação de gêneros e para identificação de táxons infra-genéricos para os gêneros com mais de um táxon. São apresentados ainda mapas da região estudada, fotomicrografias dos táxons identificados.

Palavras-chave


Diatomáceas; florística - Bacillariophyceae; taxonomia de Criptógamos; manguezal.

Texto completo:

PDF/A


Insula - Universidade Federal de Santa Catarina - Departamento de Botânica - Centro de Ciências Biológicas - Campos Universitário - Trindade - CEP 88040-900 - Florianópolis - SC – Brasil.

ISSN print 0101-9554
ISSNe 2178-4574