Trabalho doméstico e desproteção previdenciária no Brasil: questões em análise

Rita de Lourdes de Lima, Amanda Kelly Belo da Silva, Franciclézia de Sousa Barreto Silva, Milena Gomes de Medeiros

Resumo


http://dx.doi.org/10.1590/S1414-49802010000100005

Este artigo traz uma análise do trabalho doméstico no Brasil, considerando as discussões de gênero, a divisão sexual do trabalho e a previdência social, que hoje se encontram sob a égide das transformações societárias oriundas do final do século 20. Para isto, estabeleceu-se um diálogo com diversos estudiosos, como: Boschetti, Hirata, Kergoat, Nogueira e Saffioti, entre outros. Inicialmente, partindo do conceito de gênero, faz-se um resgate histórico da divisão sexual do trabalho na sociedade capitalista, considerando, particularmente, as desigualdades entre homens e mulheres no mercado de trabalho. Por fim, considerando a seguridade social no Brasil, no quadro de contrarreformas da previdência, apresenta-se as implicações desta realidade para o trabalho feminino e, especificamente, para o trabalho doméstico, constatando a real desproteção social a que está submetida toda classe trabalhadora.


Palavras-chave


Gênero; Divisão sexual do trabalho; Previdência social; Gender; Sexual division of labor; Social security

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.1590/S1414-49802010000100005

R. Katál. Florianópolis, Santa Catarina, Brasil eISSN: 1982-0259  

Licença Creative Commons Adota a Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.