Regularização fundiária e ações insurgentes na cidade de Belém: o caso Estrada Nova

Autores

  • Sandra Helena Ribeiro Cruz Universidade Federal do Pará, Belém, Pará
  • Edivânia Santos Alves Universidade Federal do Pará, Belém, Pará

Palavras-chave:

Regularização Fundiária, Interesse Social, Chão Legal-Belém

Resumo

O artigo analisa o programa Chão Legal em execução na bacia hidrográfica da Estrada Nova, identificando os conflitos emergentes pelo reconhecimento da posse e da segurança fundiária. Como protocolo, adota análise bibliográfica, leitura de documentos oficiais, acompanhamento de reuniões e entrevistas com moradores dos bairros selecionados, apresentando suas contestações e organizações. Os resultados indicam os limites e desafios para garantia da permanência dos moradores nos terrenos legalizados, pois os programas de regularização dificilmente conseguem promover a integração socioespacial.

Biografia do Autor

Sandra Helena Ribeiro Cruz, Universidade Federal do Pará, Belém, Pará

Assistente Social, Dra. em Ciência Socioambiental, docente associada II da Faculdade de Serviço Social e do Programa de Pós-Graduação em Serviço Social da UFPA.

Edivânia Santos Alves, Universidade Federal do Pará, Belém, Pará

Historiadora, Docente de nível superior da Escola de Ensino Superior Madre Celeste (ESMAC) e Doutoranda na Pós-Graduação em Ciências Sociais [Sociologia] pela Universidade Federal do Pará. 

Downloads

Publicado

2016-11-17

Edição

Seção

Relato de experiência