Participação, cidadania e voto: reflexões sobre o Serviço Social a partir do caso chileno

Autores

  • Nelson Arellano-Escudero Universidad Andrés Bello, Santiago http://orcid.org/0000-0002-7195-1685
  • Borja Castro-Serrano Universidad Andrés Bello, Santiago
  • Marcela Flotts de los Hoyos Universidad Andrés Bello, Santiago
  • Jorge Jofré Alfaro Universidad Andrés Bello, Santiago, Chile

DOI:

https://doi.org/10.1590/1414-49802016.00200008

Palavras-chave:

Trabalho Social, Sujeito político, Voto, Cidadania, Participação

Resumo

Uma revisão sobre as percepções e opiniões acerca do exercício democrático e eleitoral no modelo político chileno comporta análise utilizando informações provenientes de estudos recentes, bases de dados e produção própria. Centrada no Serviço Social, afirma que os significados inscritos no campo da intervenção social requerem uma reflexão que indique a compreensão e a consideração do sujeito político contemporâneo como um campo para revisão, análise e debate a fim de aperfeiçoar a profissão e a disciplina.

Biografia do Autor

Nelson Arellano-Escudero, Universidad Andrés Bello, Santiago

Doutor em Sustentabilidade, Tecnologia e Humanismo pela Universidad Politécnica de Cataluña (Barcelona, Espanha) Professor da Escola de Serviço Social da Universidad Andres Bello (UNAB), Chile.

Borja Castro-Serrano, Universidad Andrés Bello, Santiago

Doutor em Filosofia pela Universidad de Murcia (Espanha).
Professor da Escola de Serviço Social da Universidad Andres Bello (UNAB), Chile.

Marcela Flotts de los Hoyos, Universidad Andrés Bello, Santiago

Mestre em Desenvolvimento Humano pela Universidad La Frontera (Chile). Diretora da Escola de Serviço Social da Universidad Andres Bello (UNAB), Chile.

Jorge Jofré Alfaro, Universidad Andrés Bello, Santiago, Chile

Mestre em Políticas Sociais pela Universidade de Artes y Ciencias Sociales (ARCIS). Professora da Escola de Serviço Social da Universidad Andrés Bello (UNAB), Chile.

Publicado

2016-11-17

Edição

Seção

Pesquisas teóricas