Relações sociopolíticas brasileiras: análise gramsciana de elementos contextuais nacionais

Autores

  • Emilie Faedo Della Giustina Universidade Estadual de Ponta Grossa - UEPG
  • Danuta Estrufika Cantóia Luiz Universidade Estadual de Ponta Grossa - UEPG

DOI:

https://doi.org/10.1590/1414-49802017.00100010

Palavras-chave:

Estado, Sociedade Civil, Democracia no Brasil

Resumo

O presente artigo tem por objetivo compor um quadro contextual nacional, por meio da utilização do referencial teórico gramsciano, para interpretação do contexto sociopolítico brasileiro no que tange às relações democráticas. O recorte temporal é delimitado a partir do segundo quartel do século 20, marcado pelo período de redemocratização do país, até 2013, marcado pelas mobilizações em massa/protestos de rua. Trata-se de uma pesquisa bibliográfica sobre elementos contextuais das relações sociopolíticas brasileiras.

Biografia do Autor

Emilie Faedo Della Giustina, Universidade Estadual de Ponta Grossa - UEPG

Doutoranda em Ciências Sociais Aplicadas pela Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG).

Danuta Estrufika Cantóia Luiz, Universidade Estadual de Ponta Grossa - UEPG

Doutora em Serviço Social, Professora no Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais Aplicadas, UEPG. 

Downloads

Publicado

2017-03-17

Edição

Seção

Espaço temático