Saúde na linha de fronteira Brasil-Uruguai: pactos e protagonismos dos atores locais

Autores

Resumo

O texto analisa a relação entre os pactos e protocolos transfronteiriços na área da saúde e a atuação dos atores políticos na faixa de fronteira em dois pares de cidades-gêmeas entre Brasil e Uruguai. O objetivo foi resgatar o papel dos gestores e seu protagonismo, visando à atenção à saúde no plano local, considerando os atos binacionais. Foram entrevistados os gestores do sistema local de saúde. Dentre os resultados, destacam-se a dificuldade na materialização dos acordos binacionais e a consequente não ampliação dos direitos decorrentes do protagonismo dos sujeitos políticos locais. Não estão consolidados modelos de gestão cooperativa transfronteiriça, o que exige competência para articular consensos mínimos sobre pontos polêmicos, quando a perspectiva de gestão é democrática e universalista.

Biografia do Autor

Helenara Silveira Fagundes, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, Santa Catarina

Doutorado em Serviço Social pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS).Professora do Departamento de Serviço Social e do Programa de Pós-Graduação em Serviço Social da UniversidadeFederal de Santa Catarina (UFSC).

Vera Maria Ribeiro Nogueira, Universidade Católica de Pelotas, Pelotas, Rio Grande do Sul

Doutorado em Enfermagem pelo Programa de Pós-Graduação em Enfermagem da Universidade Federal deSanta Catarina (UFSC).Professora do Programa de Pós-Graduação em Política Social e Direitos Humanos da Universidade Católicade Pelotas (UCPel) e do Programa de Pós-Graduação em Serviço Social da Universidade Federal de SantaCatarina (UFSC).

Ineiva Terezinha Kreutz, Universidade Estadual do Oeste do Paraná, Toledo, Paraná

Doutoranda do Programa de Pós-Graduação em Serviço Social, Nível Doutorado, da Universidade Federal de Santa Catariana (PPGSS/UFSC); Docente do Curso de Serviço Social da Universidade Estadual do Oeste do Paraná (UNIOESTE), Campus de Toledo/PR.

Daniela Castamann, Universidade Estadual do Paraná, Apucarana, Paraná

Doutoranda no Programa de Pós-Graduação em Serviço Social, da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Docente no Curso de Serviço Social, da Universidade Estadual do Paraná (UNESPAR) - Campus Apucarana/PR.

Downloads

Publicado

2018-07-16