Planos migratórios na Cracolândia de São Paulo na década de 1990

Ednan Silva Santos

Resumo


O presente artigo tem como intenção apresentar o tema migração na Cracolândia de São Paulo, partindo de resultados quantitativos em comparação com as trajetórias e utilizando a metodologia da história social em conjunto com a história oral. Para a realização deste trabalho, partiu-se da seguinte questão: o quadro de vulnerabilidade social e de frustração com o plano imigratório dos migrantes na Cracolândia foi acarretado mediante a dependência química ou é resultado das circunstâncias por eles encontradas na cidade de São Paulo? De acordo com os resultados da pesquisa percebe-se que a dependência química é apenas um entre vários fatores, não sendo possível responsabilizar apenas o consumo de drogas como responsável pela frustração dos planos migratórios. As questões apresentadas neste trabalho são audaciosas, no entanto, não buscam responder às trajetórias de vidas na Cracolândia, o que seria contra as inúmeras dinâmicas existentes no fluxo.


Palavras-chave


Cracolândia; Decepção; Migração; Plano; Trajetória

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.1590/1982-02592018v21n2p336

R. Katál. Florianópolis, Santa Catarina, Brasil eISSN: 1982-0259  

Licença Creative Commons Adota a Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.