Mudanças e permanências no mundo do trabalho: uma abordagem da economia política crítica ao caso da Grande Mineração de Ouro na Colômbia

Walter Mauricio Gallego Medina, Aura Gonzáles Serna, Edvânia Tôrres Aguiar Gomes

Resumo


Os desenvolvimentos categoriais e históricos analisados neste artigo auxiliam na análise das mudanças e permanências da exploração da força de trabalho, enfatizando o padrão exportador de especialização produtiva, através do qual o negócio da Grande Mineração de Ouro na Colômbia encontra nichos de reprodução do capital privado intensificando formas de exploração tanto da natureza como da mão de obra. O objetivo do artigo é contextualizar e compreender a desqualificação e aprofundamento da exploração da força de trabalho que reproduz, no século XXI, modos de apropriação privada de bens finitos de natureza coletiva. Para tal propósito, são analisadas em perspectiva sócio-histórica algumas categorias do campo da economia política crítica propostas por Marx, tais como: valor de troca e valor de uso, trabalho necessário e trabalho excedente, mais-valia absoluta e mais-valia relativa, fazendo uma breve caracterização dos padrões de reprodução do capital que emergiram na América Latina entre os anos de 1930 e 2016.


Palavras-chave


Valor de troca; Valor de uso; Trabalho excedente; Mais-valia; Grande Mineração de Ouro

Texto completo:

PDF/A (Español (España))


DOI: https://doi.org/10.1590/1982-02592018v21n2p345

R. Katál. Florianópolis, Santa Catarina, Brasil eISSN: 1982-0259  

Licença Creative Commons Adota a Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.