Gramsci e a crítica da economia política: estudos sobre o mercado determinado

Rodrigo Castelo

Resumo


O presente texto apresenta uma análise da categoria de mercado determinado na obra de Antonio Gramsci, tanto nos Cadernos do cárcere como nas suas correspondências com Tatiana Schucht e Piero Sraffa. Nossos estudos apontam que a referida categoria é um dos pontos centrais da unidade dialética entre filosofia, economia e política nos Cadernos – as três fontes do marxismo, de acordo com Lenin –, unidade incontornável para o entendimento das elaborações gramscianas na sua totalidade. Nesta unidade, a crítica da economia política tem um peso considerável, o que nem sempre é reconhecido por comentadores da obra de Gramsci. Um dos nossos objetivos, portanto, é reavaliar o peso dos estudos sobre economia na teoria gramsciana.

Palavras-chave


Antonio Gramsci; Crítica da economia política; Mercado determinado.

Texto completo:

PDF/A

Referências


ANDERSON, Perry. As antinomias de Gramsci. In: ANDERSON, Perry. Afinidades seletivas. São Paulo: Boitempo, 2002. p. 15-100.

ARICÓ, José. Nueve leciones sobre economía y política en el marxismo: curso de El Colegio de México. Buenos Aires: Fondo de Cultura Económica; El Colegio de México, 2012.

BIANCHI, Alvaro. Arqueomarxismo: comentários sobre o pensamento socialista. São Paulo: Alameda, 2013.

BRAGA, Ruy. Luta de classes, reestruturação produtiva e hegemonia. In: KATZ, Claudio et al. Novas tecnologias: crítica da atual reestruturação produtiva. São Paulo: Xamã, 1995. p.45-136.

CASTELO, Rodrigo. O social-liberalismo: auge e crise da supremacia burguesa na era neoliberal. São Paulo: Expressão Popular, 2013.

CASTELO, Rodrigo; RIBEIRO, Vinicius; LIMA, Ricardo de. A violência como potência econômica: da acumulação primitiva ao novo imperialismo. In: BOSCHETTI, Ivanete (org.). Expropriação e direitos no capitalismo. São Paulo: Cortez, 2018. p. 265-292.

CAVALLARO, Luigi. A economia política de Gramsci. Novos Rumos, v. 17, n. 38, p. 4-13, 2002.

COUTINHO, Carlos Nelson. Gramsci: um estudo sobre seu pensamento político. 2. ed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1999.

FONTES, Virgínia. O Brasil e o capital-imperialismo: teoria e história. Rio de Janeiro: Editora da UFRJ; Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio, 2010.

GRAMSCI, Antonio. Carta de 7 de setembro de 1931 a Tatiana Schucht. In: GRAMSCI, Antonio. Cartas do cárcere, v. 2 (1931-1937). Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2005. p. 82-5. ISBN 9788520006931.

GRAMSCI, Antonio. Carta de 30 de maio de 1932 a Tatiana Schucht. In: GRAMSCI, Antonio. Cartas do cárcere, v. 2 (1931-1937). Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2005. p. 204-7. ISBN 9788520006931.

GRAMSCI, Antonio. Cadernos do cárcere, v. 1. Introdução ao estudo da filosofia. A filosofia de Benedetto Croce. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1999.

GRAMSCI, Antonio. Cadernos do cárcere, v. 3. Maquiavel. Notas sobre o Estado e a política. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2002.

GRAMSCI, Antonio. Cadernos do cárcere, v. 4. Temas de cultura, Ação Católica. Americanismo e fordismo. 2. ed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2007.

HOBSBAWM, Eric. A era das revoluções (1789-1848). 17. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2003.

HOBSBAWM, Eric. Como mudar o mundo: Marx e o marxismo. São Paulo: Cia. das Letras, 2011.

LIGUORI, Guido; VOZA, Pasquale (org.). Dicionário gramsciano (1926-1937). São Paulo: Boitempo, 2017.

MARX, Karl. Prefácio à primeira edição. In: O capital: crítica da economia política, livro I. São Paulo: Boitempo, 2013, p. 77-81.

POLANYI, Karl. A grande transformação: as origens da nossa época. Rio de Janeiro: Elsevier, 2000.

SMITH, Adam. A riqueza das nações, v. 1 e 2. São Paulo: Abril Cultural, 1983.

TEIXEIRA, Aloisio. Marx e a economia política: a crítica como conceito. In: Econômica, Niterói, n. 4, p. 85-109, dez. 2000.

THOMAS, Peter. “A virada de Moscou”: o diálogo de Gramsci e os bolcheviques (1922-1923). Outubro, São Paulo, n. 30, p. 173-189, maio 2018.




DOI: https://doi.org/10.1590/1982-02592020v23n1p122

R. Katál. Florianópolis, Santa Catarina, Brasil eISSN: 1982-0259  

Licença Creative Commons Adota a Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.