Hegemonia e filosofia da práxis: os desafios ao Serviço Social

Josimeire de Omena Leite, Ana Cristina Brito Arcoverde

Resumo


Este artigo trata da filosofia da práxis e dos desafios contemporâneos ao Serviço Social. Resulta de uma pesquisa teórica que, por meio de revisão bibliográfica, recupera uma importante discussão acerca de alguns conceitos gramscianos como filosofia da práxis, hegemonia e intelectual orgânico. Tem por objetivo demonstrar os novos desafios postos ao Serviço Social em tempos de neoliberalismo de terceira via, bem como revelar que o marxismo, como uma nova filosofia superior, é capaz de ordenar a nova racionalidade. Conclui que, em tempos de crise e restauração conservadora, repõem-se à profissão a exigência de uma crítica profunda em torno do avanço do pensamento pós-moderno, que difunde um modo de pensar que não ultrapassa o fenomênico e não concebe a realidade como síntese de múltiplas determinações.

 


Palavras-chave


Filosofia da Práxis; Hegemonia; Intelectual Orgânico; Serviço Social

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.1590/1414-49802017.00100005

R. Katál. Florianópolis, Santa Catarina, Brasil eISSN: 1982-0259  

Licença Creative Common Adota a licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.