Comunidade e órgãos públicos: quem pode resolver os problemas socioambientais?

Astrid Eggert Boehs, Ivonete Buss Heidemann, Márcia Grisotti

Resumo


ste é um estudo analítico sobre a experiência comunitária realizada em 1995, o Encontro Comunitário do Saco Grande II – ECOSG, em Florianópolis, SC. Foram utilizados os conceitos de participação popular, vigilância à saúde. A análise foi efetuada a partir dos temas apresentados no Encontro: ocupação irregular dos terrenos e construções ilegais, água, esgoto, lixo e entulhos, drogas e animais soltos. Estes temas foram discutidos pela comunidade frente a frente com os órgãos públicos. No entanto passados cinco anos, não houve avanços nos encaminhamentos propostos no Encontro. Constatou-se três problemas: inexistência de integração entre os órgãos públicos, resultando em ações superpostas; falta de vontade política e precariedade da estrutura institucional destes órgãos para legitimar a participação popular.

Palavras-chave


Participação popular; Comunidade; Órgãos públicos; Vigilância; Popular participation; Community; Public agencies; Health vigilance

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.1590/%25x

R. Katál. Florianópolis, Santa Catarina, Brasil eISSN: 1982-0259  

Licença Creative Commons Adota a Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.