Redes de movimentos sociais no mundo multicultural

Autores

  • Ilse Scherer-Warren UFSC - Florianópolis - SC

DOI:

https://doi.org/10.1590/%25x

Palavras-chave:

Movimentos sociais, Redes sociais, Organizações civis, Multiculturalismo e interculturalismo, Pensamento crítico, Social movements, Social networks, Civil organizations, Multiculturalism and interculturalism, Critical thought

Resumo

O texto procura explorar o potencial de empoderamento das redes de ações coletivas e movimentos sociais em contextos latino-americanos, em especial no Brasil, a partir de suas dimensões de solidariedade, de estratégia e de pensamento crítico. Destaca alguns desafios a serem enfrentados pelo pensamento critico: a luta contra o fundamentalismo, a desconstrução e o descentramento de identidades, a superação do essencialismo rumo ao interculturalismo e da separação entre teoria e prática para um engajamento dialógico na rede. Explora essas dimensões com base numa tipologia de casos empíricos relevantes em alguns países da América Latina, no atual momento histórico. Aborda, finalmente, as configurações e desdobramentos das redes de movimentos sociais a partir e pós-períodos de ditaduras militares, examinando as lutas pela democratização, pelos direitos de cidadania,contra o processo de globalização excludente e pela paz.

Biografia do Autor

Ilse Scherer-Warren, UFSC - Florianópolis - SC

Doutora em Sociologia. Pós-Doutora, University of London, UL, Englan. Professora Titular e Coordenadora do Núcleo de Pesquisa em Movimentos Sociais do Programa de Pós-Graduação em Sociologia Política da UFSC. Pesquisadora Visitante da UnB, entre 2004-2005.

Downloads

Publicado

2005-01-01