O Serviço Social do século XXI: uma crítica ao discurso brasileños et alii

César A. Barrantes

Resumo


Esta comunicação tem o propósito de compartilhar uma pluralidade de reflexões, embora deflagradas pela convocação ao LIII Congresso da Associação Mexicana de Escolas de Serviço Social, fundamentalmente suscitadas pela investigação epistemológica do autor. De inegável sentido psicanalítico e ético-geopolítico, gira em torno de perguntas não-dogmáticas que procuram servir de bússolas intelectuais; a principal delas remete às competências que os povos-nações de nossa América estão demandando aos assistentes sociais. Ao longo das quatro seções que compõem o artigo, o autor configura um campo de visão a partir do qual observa e ressignifica o Serviço Social e a realidade latinoiberoindoafrocaribeña; do mesmo modo, dissemina suas dúvidas e autocríticas sem pretender chegar a conclusões, muito menos definitivas, o que não o impede de realizar uma crítica implacável sobre “A” reconceituação e suas vinculações com a neo-moderna ortodoxia marxista que o autor denomina brasileños et alii.


Palavras-chave


Competências profissionais; Trabajosocionomía; Neoposglo; Ecletismo; Professional competencies; Trabajosocionomía; Neoposglo; Eclecticism; Competências profesionales; Trabajosocionomía; Neoposglo; Eclecticismo

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.1590/S1414-49802006000200005

R. Katál. Florianópolis, Santa Catarina, Brasil eISSN: 1982-0259  

Licença Creative Commons Adota a Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.