Metamorfose laboral e reciclagem

Alejandro Mariatti

Resumo


O presente artigo é produto de uma pesquisa sobre o chamado “mundo do trabalho” e as suas transformações no nível mundial nos últimos trinta anos, com ênfase nas mudanças significativas acontecidas no Uruguai. A pesquisa foi realizada entre os anos 2003 e 2004 como Trabalho de Conclusão da Licenciatura em Serviço Social na Universidad de la República, Uruguai. O objetivo foi conhecer, numa perspectiva bibliográfica e teórica, a situação do emprego no Uruguai e a precarização como forma de sustentar a taxa de lucro do Capital. A metodologia utilizada foi basicamente de análise teórica. Não obstante, o autor trabalhou três anos como assistente social no assentamento referido neste artigo, o que permitiu ter um conhecimento mais real da situação que se descreve de forma teórica. Como conclusões preliminares, pode-se dizer que um desemprego estrutural, motor do pauperismo atual – singularizado dentre outros pelos classificadores de resíduos ou “catadores de papelão” – apresenta características que o tornam funcional para a redução de custos que o gerou, fechando assim um circuito onde o capital transforma em precárias as relações laborais e as preserva na medida em que permitem sustentar e aumentar a taxa de lucro.

 


Palavras-chave


Trabajo; Empleo; Cuestión social; Reciclaje; Trabalho; Emprego; Questão social; Reciclagem; Labor; Employment; Social question; Recycling

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.1590/S1414-49802009000100012

R. Katál. Florianópolis, Santa Catarina, Brasil eISSN: 1982-0259  

Licença Creative Commons Adota a Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.