A superexploração do trabalho em economias periféricas dependentes

Marisa Silva Amaral, Marcelo Dias Carcanholo

Resumo


O presente artigo parte do escopo de análise da teoria marxista da dependência, que identifica a superexploração do trabalho como característica fundamental da condição dependente, fato este marcado pela intensificação do processo de transferência de valores produzidos na periferia e acumulados nos países do centro. Pretende demonstrar como o processo de acumulação de capital leva à formação de um exército industrial de reserva e como este último contribui com as formas de superexploração do trabalho e com o seu fortalecimento para o caso dos países dependentes, em especial os latino-americanos.


Palavras-chave


Acumulação capitalista; Exército de reserva; Dependência; Superexploração do trabalho; Capitalist accumulation; Reserve army; Dependence; Super-exploitation of labor

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.1590/S1414-49802009000200011

R. Katál. Florianópolis, Santa Catarina, Brasil eISSN: 1982-0259  

Licença Creative Commons Adota a Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.