Trabalho doméstico e desproteção previdenciária no Brasil: questões em análise

Rita de Lourdes de Lima, Amanda Kelly Belo da Silva, Franciclézia de Sousa Barreto Silva, Milena Gomes de Medeiros

Resumo


Este artigo traz uma análise do trabalho doméstico no Brasil, considerando as discussões de gênero, a divisão sexual do trabalho e a previdência social, que hoje se encontram sob a égide das transformações societárias oriundas do final do século 20. Para isto, estabeleceu-se um diálogo com diversos estudiosos, como: Boschetti, Hirata, Kergoat, Nogueira e Saffioti, entre outros. Inicialmente, partindo do conceito de gênero, faz-se um resgate histórico da divisão sexual do trabalho na sociedade capitalista, considerando, particularmente, as desigualdades entre homens e mulheres no mercado de trabalho. Por fim, considerando a seguridade social no Brasil, no quadro de contrarreformas da previdência, apresenta-se as implicações desta realidade para o trabalho feminino e, especificamente, para o trabalho doméstico, constatando a real desproteção social a que está submetida toda classe trabalhadora.


Palavras-chave


Gênero; Divisão sexual do trabalho; Previdência social; Gender; Sexual division of labor; Social security

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.1590/S1414-49802010000100005

R. Katál. Florianópolis, Santa Catarina, Brasil eISSN: 1982-0259  

Licença Creative Commons Adota a Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.