Função interventiva do coro em "As Primícias"

Lourdes Kaminski Alves

Resumo


Este estudo reflete sobre a personagem feminina na peça As Primícias (1970), de Dias Gomes, nos aspectos referentes à ruptura e dissidência representados a partir de elementos estruturais que se aproximam do gênero trágico. Na fala do personagem denominado “Proprietário” está presente o determinismo das condições sociais e políticas que impera nos domínios de suas terras e no destino dos homens. Ao ser caracterizado por um papel social, ao invés de um nome, remete a uma situação universal de abuso de poder. Embora, a peça distancie-se do gênero em alguns pontos; em outros, mantêm forte intertextualidade com a tragédia antiga no que se refere à estilização da heroína, à presença das antinomias radicais e à função interventiva do coro.


Palavras-chave


Teatro de Dias Gomes; situação trágica; personagem feminina

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/2175-7917.2012v17n2p154

Direitos autorais 2012 Lourdes Kaminski Alves

Rev. Anu. Lit. Universidade Federal de Santa Catarina. Florianópolis. Santa Catarina. Brasil. ISSNe 2175-7917

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.