Do poema à canção: música e musicalidade em "Vou-me embora pra pasárgada'

Autores

  • Tiago Gouveia Faria Universidade Federal de Santa Catarina

DOI:

https://doi.org/10.5007/1984-784X.2019v19n31p53

Palavras-chave:

Manuel Bandeira, Vou-me embora pra Pasárgada, Canção

Resumo

A poesia de Manuel Bandeira, a mais musicada de sua geração, deu origem, de 1920 até os nossos dias, a mais de 140 canções. A maior parte dessa produção, entretanto, restringe-se ao universo da canção de câmara, um dado que suscita questões a respeito da musicalidade de seus versos e de seu respectivo potencial para o canto. Nessa linha de investigação, o presente artigo oferece uma comparação entre duas canções que tiveram por base o célebre poema “Vou-me embora pra Pasárgada”, incluído no livro Libertinagem. Uma breve análise do poema de Bandeira e o confronto entre as versões de Guerra-Peixe e Gilberto Gil — levando em conta o modo como os dois artistas adaptaram os versos do poema à estrutura musical — têm por meta aprofundar o conceito de musicalidade na obra do escritor.

Biografia do Autor

Tiago Gouveia Faria, Universidade Federal de Santa Catarina

Doutorando do Programa de Pós-Graduação em Literatura da Universidade Federal de Santa Catarina.

Referências

ANDRADE, Mário de. (1943) A poesia em 1930. In: Aspectos da literatura brasileira. 5. ed. São Paulo: Livraria Martins Editora, 1974. p. 29.

BANDEIRA, Manuel. Poesia e prosa completa. Rio de Janeiro: Nova Aguilar, 1993. p. 207.

BANDEIRA, Manuel. Itinerário de Pasárgada. In: Poesia e prosa completa. Rio de Janeiro: Nova Aguilar, 1993. p. 68.

BANDEIRA, M. Vou-me embora pra Pasárgada. Intérprete: Paulo Diniz. In: Estradas. Rio de Janeiro: EMI-Odeon, 1976, faixa 1.

BANDEIRA, Manuel. Por ele mesmo. Projeto Livro Livre. Youtube. 16 jun. 2018. 30m16s. Disponível em: <https://www.youtube.com/watch?v=6e0sf6wRMqs>. Acesso em: 10 dez. 2018.

GIL, Gilberto; BANDEIRA, Manuel. Vou-me embora pra Pasárgada. Intérprete: Olívia Hime. In: Estrela da vida inteira – Manuel Bandeira. Rio de Janeiro; São Paulo: Odeon, 1976, faixa 1.

GUERRA-PEIXE, César; BANDEIRA, Manuel. Vou-me embora pra Pasárgada. Inácio De Nonno, barítono; Caroline Barcelos, piano. In: BRASILIANAS. Rio de Janeiro, 2015, Espaço Guiomar Novaes.

MALIN, Yonatan. Songs in Motion: Rhythm and Meter in the German Lied. Nova Iorque: Oxford University Press, 2010.

MIDDLETON, Richard. Memories Are Made of Th is: On the Subjects of Repetition. In: MIDDLETON, Richard., Voicing the Popular: On the Subjects of Popular Music. Nova Iorque; Londres: Routledge, 2006. p. 137-197.

NETO, João Cabral de Melo. Catar feijão. In: Poesia completa: 1940-1980. Lisboa: Imprensa Nacional, 1986, p. 138-139.

OLIVEIRA, Flanklin de. A flauta de papel. Correio da Manhã, Rio de Janeiro, 4 jan. 1958. In: BANDEIRA, Manuel. Poesia e prosa completa, op.cit., p. 30.

SAADI, Clarice Gonzalez Prieto. Cantiga de Bandeira musicada por Lacerda e Tacuchian: duas sugestões interpretativas. 2008. 136 f. Dissertação (Mestrado em Música) – Centro de Letras e Artes da UNIRIO, Rio de Janeiro, 2008, p. 115-118.

STEIN, Deborah; SPILLMAN, Robert. Poetry into Song: Performance and Analysis of Lieder. Nova Iorque: Oxford University Press, 2010.

Downloads

Publicado

2020-10-06