“Necessidades Especiais” e Educação Moral em um Sistema Ético

Mal Leicester

Resumo


Este artigo suscita uma série de questões inter-relacionadas. Primeiro, se considera a necessidade de uma consciência relacionada à “deficiência” de uma educação para todos, incluindo os egressos do Ensino Fundamental. Isso tem implicações tanto no nível estrutural como no nível curricular. No nível estrutural, é argumentado que se nós avançarmos em direção a um sistema educacional mais ético, a discriminação institucional deve ser desmantelada. No nível curricular, a noção de uma “cultura de resistência” com características de uma moral distintiva, é explorada. O próximo ponto do artigo considera a educação moral das pessoas com necessidades especiais, abrangendo questões tais como, reconhecimento de perspectivas alternativas pautada na experiência de vida e no desenvolvimento da auto-confiança e auto-estima. Em conclusão, se sugere que uma educação moral num sistema ético poderia integrar entendimentos universais sobre o princípio da justiça e sua aplicação, com o desenvolvimento do pensamento contextual no qual se considere o valor e singularidade dos indivíduos e a particularidade de suas necessidades educacionais.


Palavras-chave


Discriminação na educação; Deficientes - Educação; Educação - Aspectos morais e éticos; Educational discrimination; Disabled - Education; Education - Moral and ethical aspects

Texto completo:

PDFA


P.Vista, eISSN 2175-8050, UFSC, Florianópolis, SC, Brasil.

 

 

Creative Commons License
Ponto de Vista: Revista de Educação e Processos Inclusivos, Florianópolis, SC, Brasil - - - eISSN 2175-8050 - - - está licenciada sob Licença Creative Commons
> > > > >