Teorias da diferença e a pesquisa em Educação

Wladimir Antônio da Costa Garcia

Resumo


Neste texto, proponho pensar a diferença tendo como ponto de partida a ideia de hospitalidade radical de Jacques Derrida. Focalizo o movimento de repetição que produz a diferença (Deleuze; Derrida), assim como o “eterno retorno” do diferente (Nietzsche) e a possibilidade de buscar o novo do passado (Benjamin; Borges). Faço referência a outros autores que foram atravessados pela diferença em suas teorizações: Marx, Jean-Luc Nancy, Levinas, Bataille, Blanchot. O texto não se apresenta com síntese conceitual entre esses autores, mas como convite para o educador/pesquisador pensar a diferença na escola para além das formalidades, como posição ética que hospeda o desconhecido e que celebra o eventual em seus devires.

Palavras-chave


Educação; Teorias da Diferença; Alteridade; Inclusividade

Texto completo:

PDF/A


P.Vista, eISSN 2175-8050, UFSC, Florianópolis, SC, Brasil.

 

 

Creative Commons License
Ponto de Vista: Revista de Educação e Processos Inclusivos, Florianópolis, SC, Brasil - - - eISSN 2175-8050 - - - está licenciada sob Licença Creative Commons
> > > > >