Sexualidade: Saber e Individualidade

Dulce Morgado Neves

Resumo


Este artigo resulta de um exercício de revisão de literatura feito no âmbito de uma pesquisa
de doutoramento em Sociologia, cujo objetivo central consistiu na identificação de mudanças e
continuidades nas formas de viver e representar a sexualidade, nas últimas décadas, em Portugal. Em concreto, procurámos com este artigo explorar duas vias fundamentais de conceptualização da sexualidade: primeiro, a sexualidade enquanto campo legítimo do saber científico e, depois, a sexualidade enquanto objeto da Sociologia em particular. Deste exercício resulta a ideia de que, enquanto dimensão da vida social, a sexualidade é um reflexo de mudanças sociais mais abrangentes, sendo, nas sociedades contemporâneas, palco de importantes conquistas identitárias e lugar de excelência para uma nova ordem de individualização e prazer.


Palavras-chave


Sexualidade; Saber Científico; Sociologia; Individualização

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.1590/1806-9584-2019v27n254146

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 Licença Creative Commons
A Revista Estudos Feministas está sob a licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional

 

Revista Estudos Feministas, ISSN 1806-9584, Florianópolis, Brasil.