O femicídio na ficção de autoria feminina brasileira

Carlos Magno Gomes

Resumo


Este artigo1apresenta um estudo sobre as representações da violência de gênero, com ênfase no femicídio – homicídio de mulheres –, nas narrativas contemporâneas brasileiras. Analisa-se como a violência de gênero e o femicídio são construídos em “A língua do p (1974)”, de Clarice Lispector, e “Venha ver o pôr do sol” (1970), de Lygia Fagundes Telles. Essas narrativas descrevem as sutilezas da violência simbólica, a agressividade da violação sexual e a brutalidade do assassinato premeditado, respectivamente. Metodologicamente, parte-se das diferentes abordagens das ciências sociais e das teorias feministas acerca da “Lei Maria da Penha” e da violência de gênero, propostas por Constância Lima Duarte, Lia Zanotta Machado e Rita Laura Segato.


Palavras-chave


Violência de Gênero; Femicídio; Estupro

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.1590/%25x

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 Licença Creative Commons
A Revista Estudos Feministas está sob a licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional

 

Revista Estudos Feministas, ISSN 1806-9584, Florianópolis, Brasil.