Rumo a um feminismo descolonial

María Lugones

Resumo


Em Heterosexualism and the Colonial/Modern Gender System (2007), propus uma leitura
da relação entre o colonizador e o/a colonizado/a em termos de gênero, raça e sexualidade.
Com isso eu não pretendia adicionar uma leitura gendrada e uma leitura racial às já sabidas
relações coloniais. Ao invés disso, eu propus uma releitura da própria modernidade capitalista
colonial moderna. Isso se dá porque a imposição colonial do gênero atravessa questões sobre
ecologia, economia, governo, relaciona-se ao mundo espiritual e ao conhecimento, bem
como cruza práticas cotidianas que tanto nos habituam a cuidar do mundo ou a destruí-lo.
Proponho este quadro conceitual não como uma abstração da experiência vivida, mas como
uma lente que nos permita ver o que está escondido de nossas compreensões sobre raça e
gênero e sobre as relações de cada qual à heterossexualidade normativa.


Palavras-chave


gênero; raça; sexualidade; colonialidade; heterossexualidade normativa; feminismo descolonial

Texto completo:

PDF




 

 

Estudos Feministas, ISSN 0104-026X, Florianópolis, Brasil.