O infanticídio como expressão da violência e negação do mito do amor materno

Autores

DOI:

https://doi.org/10.1590/%25x

Palavras-chave:

Infanticídio, Maternidade, Mulher, Violência

Resumo

Discutimos neste artigo o crime de infanticídio no Brasil, buscando compreender as raízes históricas da maternidade e da violência, relacionando-as com a categoria classe social, pois os dados apontam para o fato de que as mulheres envolvidas com este tipo de crime pertencem em geral às camadas populares. Nessa perspectiva, apresentaremos dados de uma pesquisa sobre o crime de infanticídio no Brasil, realizada na Universidade Estadual de Goiás em 2012, intitulada “O infanticídio na sociedade brasileira: um estudo das dimensões social, histórica e cultural”.

Biografia do Autor

Veralucia Pinheiro, Universidade Estadual de Goiás

Doutora em educação pela Unicamp, professora em cursos de graduação e no Programa de Mestrado   Interdisciplinar em Educação, Linguagem e Tecnologias – MIELT – Campus de Ciências Sócioeconômicas e Humanas da Universidade Estadual de Goiás.

[1]

Downloads

Publicado

2018-04-24

Edição

Seção

Artigos