Da excitação à multiplicação: imagens sadomasoquistas e fetichistas de Bizarre

Rogério Brittes W. Pires

Resumo


Tomando como corpus de analise a revista sadomasoquista e fetichista norte-americana Bizarre, editada entre 1946 e 1959 por John Willie, o presente artigo busca refletir sobre a relação entre o conteúdo da publicação e seus leitores, evidenciada sobretudo nas páginas de suas seções de correspondência. Após uma breve apresentação das práticas e da rede agrupada sob a sigla BDSM, buscaremos, nas páginas de Bizarre, diferentes modulações de agência de imagens, objetos e textos e seus efeitos sobre práticas, corpos e desejos sexuais tidos como 'desviantes'. Tais modulações serão divididas a partir da ideias de excitação, imaginação, identificação e multiplicação, a partir das quais, serão esboçados debates com teorias sobre o fetichismo, a agência das imagens e a formação identitária.


Palavras-chave


Fetichismo; Sadomasoquismo; Bizarre; Agência; Imagem

Texto completo:

PDF/A


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 Licença Creative Commons
A Revista Estudos Feministas está sob a licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional

 

Rev. Estud. Fem., ISSN 1806-9584, Florianópolis, Brasil.