Por uma história menor — uma análise deleuziana sobre a história das mulheres

Losandro Antonio Tedeschi

Resumo


Para este artigo, escolhi o seguinte princípio analógico: se há uma “literatura menor”,
expressão que Deleuze e Guattari aplicam à obra de Franz Kafka, por que não pensarmos
também em uma “história menor”? Com efeito, as narrativas femininas, marcadas por recortes
memoriais, ao serem contadas, narradas e descritas, possibilitam o surgimento de discursos
marginalizados e invisibilizados pela história tradicional. É essa história menor – essa memória
feminina, assaz subjetiva, de cunho familiar, afetiva e maternal, bem como negligenciada pela
memória oficial – que me proponho a analisar. Nessa perspectiva, a história do feminino, ao ser entendida como uma história menor, teria a força de produzir, através de linhas de fuga que ela própria constrói, descontinuidades na história oficial.


Palavras-chave


Historia; Gênero; Historia das Mulheres; Memoria

Texto completo:

PDF/A


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 Licença Creative Commons
A Revista Estudos Feministas está sob a licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional

 

Rev. Estud. Fem., ISSN 1806-9584, Florianópolis, Brasil.