Mulheres na máquina do abandono: a escuta de Debora Diniz num presídio feminino

Autores

DOI:

https://doi.org/10.1590/%25x

Palavras-chave:

Mulheres, Prisão, Metodologia de Pesquisa

Biografia do Autor

Marinês da Rosa, Universidade Federal de Santa Catarina

Doutoranda no Programa Interdisciplinar em Ciências Humanas - UFSC, mestra em Sociologia Política e graduada em Ciências Sociais pela Universidade Federal de Santa Catarina. Pesquisadora do Núcleo de Identidades de Gênero e Subjetividades - UFSC. Membro da equipe editorial da Revista Cadernos de Pesquisa Interdisciplinar em Ciências Humanas, ISSN 1984-8951, vinculada ao Programa de Pós-Graduação Interdisciplinar em Ciências Humanas (PPGICH) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Orientanda da professora Dra Miriam Pillar Grossi. Professora assistente na Universidade Estadual de Mato Grosso - UNEMAT, desde 2006. Pesquisadora na área dos estudos de gênero com ênfase em violências, conflitos, educação e diversidades. Atualmente, na tese doutoral estuda as violências de gênero no contexto de mulheres em situação de prisão.

Downloads

Publicado

2018-04-24

Edição

Seção

Resenhas