Mais razão e menos emoção: o discurso de autoajuda para mulheres

Anna Flora - Brunelli

Resumo


Neste trabalho, adotando um ponto de vista interdisciplinar, no qual nos servimos da Análise do Discurso de linha francesa e da Psicologia Social, analisamos o ethos de uma obra de autoajuda sobre relacionamentos dirigida a mulheres. A análise revela que, ancorado no estereótipo tradicional de mulher, o discurso de autoajuda adota um tom melodramático e especialmente um tom didático, propondo às mulheres que sejam mais racionais e menos emocionais, colaborando, de um modo não evidente, para a manutenção do sistema de desigualdades entre os gêneros.


Palavras-chave


Discurso; Autoajuda; Ethos; Tom; Estereótipo de Mulher

Texto completo:

PDF/A


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 Licença Creative Commons
A Revista Estudos Feministas está sob a licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional

 

Rev. Estud. Fem., ISSN 1806-9584, Florianópolis, Brasil.