Experiências das mulheres na escravidão, pós-abolição e racismo no feminismo em Angela Davis

Autores

  • Ineildes Calheiro Universidade Federal da Bahia - UFBA
  • Eduardo David Oliveira Universidade Federal da Bahia - UFBA

DOI:

https://doi.org/10.1590/%25x

Palavras-chave:

Violência, Feminismo, Mulheres, Raça

Biografia do Autor

Ineildes Calheiro, Universidade Federal da Bahia - UFBA

Graduada em Educação Física (UNIME – Lauro de Freitas/BA), Mestra em Crítica Cultural pela Universidade do Estado da Bahia – UNEB e doutoranda em Difusão do Conhecimento, pesquiso sobre gênero e raça no esporte como mercado de trabalho, com o foco no mundo futebolístico. No mestrado pesquisei sobre as arbitras de futebol profissional e no doutorado ampliei para as funções de liderança, observando as diferenças de papéis no esporte, focando o racismo e sexismo. Nesse sentido, os estudos das relações raciais focalizando o gênero, e do feminismo, têm sido elementos de meus estudos, na área interdisciplinar, educação e cultura.

Bolsista Financiada pela CAPES

 

Eduardo David Oliveira, Universidade Federal da Bahia - UFBA

Pós-doutorando, filósofo e antropólogo. Doutor em Filosofia, professor Adjunto da FACED – UFBA (Faculdade de Educação da Universidade Federal da Bahia) e do Doutorado Multi-institucional e Multidisciplinar em Difusão do Conhecimento – DMMDC (Doutorado em rede locado na UFBA). Ex-coordenador deste citado Programa.

Autor de alguns livros e publicações diversas. Pesquiso sobre relações raciais, africanidades e religião africana, a atualmente incluindo a filosofia andina.

Área: Educação e Filosofia

Downloads

Publicado

2018-04-24

Edição

Seção

Resenhas